Balcão do Trabalhador abre seleção para consultor de negócios

O Balcão do Trabalhador está intermediando a seleção para uma vaga de consultor de negócios. Os candidatos devem ter ensino médio completo, experiência com vendas externas, ser habilitado e possuir carro próprio. Também é necessário ter disponibilidade para viagens. Os interessados devem comparecer ao Balcão do Trabalhador nesta sexta-feira (26) entre 7h30 e 13h30 e apresentar os seguintes documentos: RG, CPF, comprovante de escolaridade, comprovante de endereço com CEP e currículo atualizado.

O Balcão do Trabalhador fica localizado na Rua Firmino Pires, número 379, Centro Sul, no Edifício Saraiva Center (mesmo prédio do IPMT). Para informações, os interessados também podem ligar para o telefone 3215-7814.

O Balcão do Trabalhador é um projeto da Fundação Wall Ferraz, criado em 2014, que tem como objetivo prestar orientação profissional e intermediar vagas de emprego junto ao empresariado para a população teresinense. Através de parcerias com empresas privadas já encaminhou centenas de pessoas para o mercado de trabalho, além de realizar atendimento e orientação profissional para os alunos, com palestras, cursos e workshops.

 

Balcão do Trabalhador está com inscrições abertas para workshop de orientação profissional

 O Balcão do Trabalhador vai realizar nesta quinta e sexta-feira, dias 25 e 26, as inscrições para o workshop de orientação profissional. O workshop é gratuito e direcionado às pessoas que buscam oportunidade de inserção no mercado de trabalho e fornece aos profissionais orientações e experiências práticas que facilitem os processos de seleção realizados pelas empresas. Para participar, os interessados devem se dirigir ao Balcão do Trabalhador, localizado no Edifício Saraiva Center, rua Firmino Pires, Nº 379, no horário de 7h30 às 13h30 portando RG, CPF, comprovante de endereço e currículo atualizado.

O workshop vai acontecer na próxima segunda-feira, dia 29, no auditório do Instituto de Previdência do Município de Teresina (IPMT), de 9h às 12h.

Durante o treinamento serão abordados vários aspectos do processo de admissão, tais como: elaborar um currículo atrativo; como se comportar em uma entrevista de emprego; também serão colocadas as perguntas mais frequentes em uma entrevista de emprego e marketing pessoal. Os participantes também vão receber informações de como utilizar a internet e as mídias digitais em busca de oportunidades de trabalho. Ao final, os participantes terão o currículo cadastrado no banco de dados do Balcão do Trabalhador.

“As atividades realizadas pelo Balcão do Trabalhador proporcionam ao profissional informações que o deixe mais preparado e seguro para enfrentar processos de seleção das empresas. Desta forma, os teresinenses poderão ter maior possibilidade de êxito na conquista de uma vaga”, pontua a coordenadora do Balcão do Trabalhador, Anne Priscila Urquiza.

O Balcão do Trabalhador foi criado em 2014 pela Fundação Wall Ferraz e tem como principal objetivo prestar orientação profissional e intermediar vagas de emprego para os teresinenses. Em 2018, mais de 2500 pessoas foram beneficiadas com os serviços ofertados gratuitamente pelo Balcão do Trabalhador.

 

Beneficiários do “Minha Casa, Minha Vida” participam de reuniões informativas sobre projeto de capacitação

Nesta segunda-feira (22), Fundação Wall Ferraz e Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEMDUH), deram início às reuniões informativas sobre Projeto de Capacitação Profissional para Produtividade e Renda. Na segunda etapa do projeto, a qualificação profissional será ofertada aos beneficiários do Programa Habitacional Minha Casa, Minha Vida, residentes no Portal da Alegria VI-A. As próximas reuniões acontecem nesta terça e quarta-feira, dias 22 e 23, às 18h30.

As reuniões tem como objetivo informar sobre a realização do projeto, bem como dos cursos ofertados e pré-requisitos para participar das formações que visam a geração de trabalho e renda para os moradores do residencial. Inicialmente serão ofertados os cursos de São eles: Agente de portaria, Biscoito artesanal, operador de microcomputador e Vendas.

“Demos início a mais uma etapa do Projeto de Capacitação para Produtividade e renda, que possibilitará que os trabalhadores se desenvolvam profissionalmente, conheçam as requisições do mercado local e estejam aptos a atenderem essas exigências, além de oferecer informações necessárias à execução de um empreendimento popular”, pontua a Assessora Técnica da FWF, Heline Santos.

A qualificação realizada pela Fundação Wall Ferraz acontece através da oferta de cursos com carga horária e recursos didáticos compatíveis com cada ocupação proposta e a devida certificação, além de atividades de orientação para o mercado e realização de Feira de Profissões e de Empreendedorismo. Todo o trabalho é supervisionado e acompanhado pela equipe técnica da SEMDUH.

Em 2018, o Projeto foi executado junto aos moradores do Portal da Alegria VI-B e teve resultados muito positivos, contribuindo para a geração de emprego e renda dos contemplados, onde alguns passaram a atuar de maneira autônoma ou conseguiram conquistar uma oportunidade no mercado de trabalho formal, através do processo de qualificação e desenvolvimento profissional realizada através do projeto. O Projeto de Capacitação Profissional para Produtividade e Renda é executado através de recursos oriundos do “Minha Casa, Minha Vida” do Governo Federal, gerenciados pela Caixa Econômica.

 

Aulas práticas potencializam ensino nos cursos profissionalizantes

 No início de abril, a Fundação Wall Ferraz deu início a mais uma etapa do projeto Profissionalizar Teresina e na oportunidade, mais de 500 teresinenses se inscreveram em 17 cursos profissionalizantes ofertados gratuitamente. Nesta semana, com a realização das aulas práticas, os alunos deram mais um passo na formação profissional que escolheram realizar.

Carolina Magalhães, aluna do curso de Operador de Microcomputador realizado no Centro de Capacitação do bairro Parque Brasil, diz que o momento foi de expectativa. “Sair da sala de aula e realizar as atividades no computador é muito importante para que a gente possa colocar em prática o que aprendemos na teoria. Estávamos todos ansiosos porque uma coisa é o que o instrutor diz, outra coisa é realizar de fato aquela atividade por mais simples que pareça ser’, diz.

“No momento em que o aluno tem o contato com a atividade prática ele tem a possibilidade de experimentar e treinar os conteúdos trabalhados durante as aulas teóricas. É um momento rico, de descoberta e novos aprendizados”, pontua a presidente da Fundação Wall Ferraz, Samara Pereira.

Em 2018, o Profissionalizar Teresina beneficiou mais de 2 mil jovens e adultos em todas as zonas da cidade, levando 28 cursos de formação profissional com possibilidade real de retorno imediato na geração de renda e inserção no mercado de trabalho formal. Os cursos contemplam as áreas de alimentação, ambiente e saúde, artesanato, beleza e estética, confecção têxtil, gestão e negócios, informática e eletrônica, infraestrutura e turismo e lazer.

A qualificação gratuita ofertada pela Prefeitura de Teresina através da Fundação Wall Ferraz, acontece nas sedes das entidades parceiras e nos 12 Centros de Capacitação Profissional localizados nos bairros Parque Alvorada, Parque Brasil, Poty Velho, Itaperu, Leonel Brizola, Matadouro, Redenção, Cerâmica Cil, Vermelha, Piçarreira, Satélite e Dirceu.

“Entenda o comportamento do consumidor e aumente suas vendas” será tema do Qualifica Teresina desta segunda-feira (22)

Como o comportamento do consumidor ajuda a aumentar os negócios e as vendas? As empresas locais estão usando as informações de estudos de comportamento do consumidor para tomar decisões corretas? Quais as estratégias utilizadas para entender o comportamento do consumidor atual? No Qualifica Teresina desta segunda-feira (22), que tem como tema “Entenda o comportamento do consumidor e aumente suas vendas”, o convidado Stenyo Guimarães vai apresentar como identificar o perfil do consumidor e otimizar o negócio com estas informações. O Quadro vai ao ar na rádio FM Cultura a partir de 9h da manhã, dentro do Cultura Mix Primeira Edição.

“Toda empresa tem como objetivo satisfazer as vontades e necessidades do seu público, buscando aumento nas vendas e maior lucratividade. Para que isso aconteça, é preciso conhecer a fundo seu público-alvo, bem como seu padrão de comportamento e consumo”, pontua o especialista Stenyo Guimarães.

Stenyo Guimarães é graduado em Publicidade e Propaganda, possui MBA em Gestão Empresarial e Marketing, é professor universitário, consultor empresarial e palestrante.

O Qualifica Teresina é desenvolvido pela Fundação Wall Ferraz em parceria com a Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom) e vai ao ar toda segunda-feira, dentro do Cultura Mix, de 9h às 9h30 da manhã na Rádio FM Cultura. A rádio pode ser sintonizada na frequência 107,9 MHz e o quadro tem transmissão ao vivo pela página da Fundação Wall Ferraz no Facebook.

Mais de 200 pessoas serão beneficiadas com projeto de capacitação na área têxtil

Foto: Ascom

O Projeto Vitória, idealizado pelo vereador e secretário Ricardo Bandeira, e que visa fortalecer o segmento da confecção têxtil em Teresina foi lançado nesta terça-feira (16) no auditório do SEBRAE. Realizado pela Secretaria Municipal de Economia Solidária – SEMEST em parceria com a Fundação Wall Ferraz, o projeto deve contemplar 200 pessoas e surge como uma alternativa de geração de trabalho e renda para membros de famílias que apresentam vulnerabilidade socioeconômica.

O Projeto Vitória pretende estimular a produção de confecção de roupas através da implantação de 20 unidades de produção com máquinas de costura e mesa de corte, em busca da digna inserção de grupos produtivos no mercado da moda. A produção será voltada para um público diferenciado que busca um figurino aprimorado e formal, além da produção de camisetas. Referido mercado se encontra em expansão e engloba um nicho da moda com tendência de vestuário voltada para a moda no trabalho e segmento religioso, com trajes elegantes e discretos. Curso na área têxtil será realizado nas sedes das instituições parceiras.

Na parceria, a Secretaria Municipal de Economia Solidária será responsável pela aquisição de máquinas, equipamentos e material de consumo inicial. Já a capacitação profissional em corte e costura será realizada pela Fundação Wall Ferraz. O projeto também tem como objetivo implantar unidades de produção de confecção nas comunidades, promover a obtenção de conhecimentos e práticas na área de corte e costura através da profissionalização e assim gerar emprego e renda para a população.

Para a presidente da Fundação Wall Ferraz, Samara Pereira, a parceria dará oportunidade de emancipação econômica aos teresinense. “O Projeto Vitória tem como principal objetivo a qualificação profissional e o fomento ao empreendedorismo e a emancipação econômica através de capacitação, consultorias e apoio a produção e desenvolvimento de grupos produtivos. É um projeto inovador que traz uma proposta de capacitação em área específica que é na confecção têxtil e moda. É mais uma oportunidade que vai chegar a vários bairros da capital”, pontua.

“A Fundação Wall Ferraz é uma parceira fundamental dos nossos projetos e realizações. A SEMEST será responsável pela mobilização do público alvo e da entrega dos kits para cada comunidade participante. Com o Projeto Vitória em execução, muitos teresinenses vão ter a oportunidade de desenvolver habilidades e aprender uma profissão”, diz Ricardo Bandeira, gestor da Secretaria Municipal de Economia Solidária.

Todos os cursos ofertados pela Fundação Wall Ferraz são gratuitos e garantem capacitação de qualidade aos teresinenses, principalmente jovens e adultos de baixa renda, fomentando a inclusão socioprodutiva, geração de renda e melhoria da qualidade de vida.

 

 

Parceria entre FWF e SEMEC oferta cursos aos pais de alunos do Cidade Olímpica Educacional

Foto: Ascom Semec

Desde 2017, os pais de alunos do Programa Cidade Olímpica Educacional participam de cursos e oficinas profissionalizantes. Os cursos, frutos da parceria entre Fundação Wall Ferraz e Secretaria Municipal de Educação, acontecem nas manhãs de sábado e são realizados enquanto os alunos da rede municipal de ensino assistem aulas de disciplinas preparatórias para olimpíadas de conhecimento. Mais de 80 responsáveis já foram qualificados com cursos nas áreas de alimentação e artesanato.

 Durante os anos de parceria, já foram ofertados os cursos de Artesanato em feltro, Doces Finos, Panificação e oficina de Ovos de páscoa. Atualmente os pais dos alunos realizam os cursos de Biscoito Artesanal e Mosaico em cerâmica na Escola Municipal Murilo Braga.

 

Segundo a presidente da Fundação Wall Ferraz, Samara Pereira, os cursos e oficinas oportunizam que pais e mães aprendam uma nova profissão e tenham possibilidade de incremento de renda: “Essa proposta de qualificação e incentivo à produção autônoma visa fortalecer as habilidades das pessoas que acompanham as crianças beneficiadas com o projeto Cidade Olímpica Educacional. Acreditamos que são pessoas que buscam uma alternativa de incremento de renda e que os conhecimentos adquiridos vão agregar na rotina dessas famílias”, pontua.

 

 José Pereira, pai da Maria Aparecida, aluna do Programa Cidade Olímpica Educacional, afirma que antes dos cursos serem ofertados, os responsáveis ficavam ociosos e sem algo produtivo para fazer e que a realidade agora é diferente.  “Hoje a gente vem, se ocupa e aprende algo novo. Eu já sabia fazer doces e salgados em casa, mas com esse curso da Fundação estou tendo a oportunidade de me aperfeiçoar e adquirir mais conhecimento na área. Eu e minha esposa já pensamos em montar um pequeno negócio no futuro e colocar em prática o que foi aprendido durante as aulas para garantir uma renda extra”, diz.

 

 “O Programa Cidade Olímpica sensibilizado com a situação dos pais que vem deixar seus filhos para as aulas aos sábados, procurou a Fundação Wall Ferraz para a oferta de cursos. Com isso, aliamos nosso objetivo de fortalecer a parceria com os pais e a expertise da Fundação Wall Ferraz em promover o empreendedorismo através de oficinas”, explica a coordenadora do Programa Cidade Olímpica Educacional, Valdete Silva.

 

  

Cidade Olímpica Educacional

 

 O Programa Cidade Olímpica Educacional é desenvolvido pela Prefeitura de Teresina por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semec) e foi criado para aprofundar os conhecimentos dos alunos com aulas aos sábados nas disciplinas de matemática, física, química, língua portuguesa, astronomia e ciências. De 2012 a 2018, conquistou mais de 700 medalhas, entre ouro, prata e bronze, em Olimpíadas Nacional de Conhecimentos, por alunos de escolas da Prefeitura de Teresina. Este ano, 270 alunos assistem aulas de ciências, astronomia, física, matemática, língua portuguesa e química todos os sábados.

 

Alunas da UFPI conhecem projetos de capacitação profissional da Fundação Wall Ferraz

Quinze alunas do curso de Serviço Social da Universidade Federal do Piauí (UFPI) visitaram, na manhã desta terça-feira (16), a sede da Fundação Wall Ferraz. A visita institucional teve como objetivo conhecer os projetos de educação profissional, capacitação e geração de empego e renda desenvolvidos pela instituição nos processos de mediação para inserção produtiva dos jovens no mercado de trabalho em Teresina.

Segundo a aluna Ana Paula Oliveira, a experiência foi muito estimulante. “Pudemos entender um pouco mais como funciona a política de qualificação profissional do município e de como ações e pretos da Fundação Wall Ferraz são necessários e dão oportunidades aos jovens de Teresina”, conta.

“A visita foi um momento de mostrar para as alunas de Serviço Social da UFPI os projetos que a Fundação Wall Ferraz desenvolve e como se dá a articulação com as organizações e o setor empresarial da cidade afim de oportunizar aos jovens de Teresina mais oportunidade de qualificação profissional e inserção no mercado de trabalho. A visita se faz ainda mais importante porque aproxima a academia com a experiência prática”, pontua a Assessora Técnica da FWF, Elimária Marques.

A atividade de caráter prático deve fortalecer os estudos teóricos sobre a condição da juventude em Teresina no que diz respeito às demandas de formação profissional e ingresso no mundo do trabalho.

 

Fundação Wall Ferraz atua desde 1997

Desde 1997, a Fundação Wall Ferraz oferta cursos profissionalizantes gratuitos que garantem capacitação de qualidade para a população, principalmente jovens e adultos de baixa renda.

Os cursos oferecidos contemplam as áreas de alimentação, ambiente e saúde, artesanato, beleza e estética, confecção têxtil, gestão e negócios, idiomas, imagem, informática e eletrônica, infraestrutura e turismo e lazer, os cursos profissionalizantes fomentam a inserção no mercado de trabalho, inclusão socioprodutiva, geração de renda e melhoria da qualidade de vida da população.

Os cursos profissionalizantes são realizados nas sedes das entidades parceiras e nos 12 Centros de Capacitação da Fundação Wall Ferraz localizados nos bairros Itaperu, Leonel Brizola, Matadouro, Parque Alvorada, Parque Brasil, Poty Velho, Cerâmica Cil, Redenção, Vermelha, Dirceu, Piçarreira e Satélite.

Projeto Vitória é lançado e gera trabalho e renda para 20 comunidades de Teresina

Nesta terça-feira (16), Fundação Wall Ferraz e Secretaria Municipal de Economia Solidária – SEMEST lançam o Projeto Vitória. Idealizado pelo vereador e secretário Ricardo Bandeira, o projeto vai beneficiar 20 comunidades da capital e fortalecer o segmento da confecção têxtil em Teresina. Cerca de 200 pessoas devem ser contempladas com o projeto que surge como uma alternativa de geração de trabalho e renda para membros de famílias que apresentam vulnerabilidade socioeconômica. Evento acontece no auditório do SEBRAE, às 7h30 da manhã.

O Projeto Vitória pretende estimular a produção de confecção de roupas através da implantação de 20 unidades de produção com máquinas de costura e mesa de corte, em busca da digna inserção de grupos produtivos no mercado da moda. A produção será voltada para um público diferenciado que busca um figurino aprimorado e formal, além da produção de camisetas. Referido mercado se encontra em expansão e engloba um nicho da moda com tendência de vestuário voltada para a moda no trabalho e segmento religioso, com trajes elegantes e discretos. Curso na área têxtil será realizado nas sedes das instituições parceiras.

Na parceria, a Secretaria Municipal de Economia Solidária será responsável pela aquisição de máquinas, equipamentos e material de consumo inicial. Já a capacitação profissional em corte e costura será realizada pela Fundação Wall Ferraz.

Para a presidente da Fundação Wall Ferraz, Samara Pereira, a parceria dará oportunidade de emancipação econômica aos teresinense. “O Projeto Vitória tem como principal objetivo a qualificação profissional e o fomento ao empreendedorismo e a emancipação econômica através de capacitação, consultorias e apoio a produção e desenvolvimento de grupos produtivos. É um projeto inovador que traz uma proposta de capacitação em área específica que é na confecção têxtil e moda. É mais uma oportunidade que vai chegar a vários bairros da capital”, pontua.

“A Fundação Wall Ferraz é uma parceira fundamental dos nossos projetos e realizações. A SEMEST será responsável pela mobilização do público alvo e da entrega dos kits para cada comunidade participante. Com o Projeto Vitória em execução, muitos teresinenses vão ter a oportunidade de desenvolver habilidades e aprender uma profissão. ”, diz Ricardo Bandeira, gestor da Secretaria Municipal de Economia Solidária.

Todos os cursos ofertados pela Fundação Wall Ferraz são gratuitos e garantem capacitação de qualidade aos teresinenses, principalmente jovens e adultos de baixa renda, fomentando a inclusão socioprodutiva, geração de renda e melhoria da qualidade de vida.

 

Campanha segue recebendo donativos para famílias atingidas pela chuva em Teresina

Nos primeiros dias da campanha “Inthegra Teresina: A solidariedade pede passagem”, os teresinenses contribuíram com mais de 300 itens doados. Desenvolvida pela Prefeitura de Teresina, a campanha que iniciou na última terça-feira (8) e segue até domingo, dia 14, tem como objetivo mobilizar a população para ajudar as vítimas de alagamentos na cidade.

As doações podem ser entregues nos terminais Rui Barbosa, Buenos Aires, Bela Vista, Parque Piauí, Livramento e Itararé. Os itens para doações de maior urgência são: material de limpeza e higiene pessoal, água potável, leite em pó e material escolar.

“Vamos seguir com a campanha até 17h do domingo (15) nos terminais de integração da cidade. Contamos com a sensibilidade e solidariedade da população para que ainda possamos arrecadar material de limpeza, higiene pessoal e material escolar que são itens necessários às famílias atendidas pela Prefeitura de Teresina”, pontua a presidente da Fundação Wall Ferraz, Samara Pereira.

As equipes de voluntários seguem nos terminais de integração recebendo as doações. Outras pessoas que também tem interesse em participar da campanha, podem entrar em contato pelos telefones (86) 3221 1081 e (86) 3233 3961.