No início de abril, a Fundação Wall Ferraz deu início a mais uma etapa do projeto Profissionalizar Teresina e na oportunidade, mais de 500 teresinenses se inscreveram em 17 cursos profissionalizantes ofertados gratuitamente. Nesta semana, com a realização das aulas práticas, os alunos deram mais um passo na formação profissional que escolheram realizar.

Carolina Magalhães, aluna do curso de Operador de Microcomputador realizado no Centro de Capacitação do bairro Parque Brasil, diz que o momento foi de expectativa. “Sair da sala de aula e realizar as atividades no computador é muito importante para que a gente possa colocar em prática o que aprendemos na teoria. Estávamos todos ansiosos porque uma coisa é o que o instrutor diz, outra coisa é realizar de fato aquela atividade por mais simples que pareça ser’, diz.

“No momento em que o aluno tem o contato com a atividade prática ele tem a possibilidade de experimentar e treinar os conteúdos trabalhados durante as aulas teóricas. É um momento rico, de descoberta e novos aprendizados”, pontua a presidente da Fundação Wall Ferraz, Samara Pereira.

Em 2018, o Profissionalizar Teresina beneficiou mais de 2 mil jovens e adultos em todas as zonas da cidade, levando 28 cursos de formação profissional com possibilidade real de retorno imediato na geração de renda e inserção no mercado de trabalho formal. Os cursos contemplam as áreas de alimentação, ambiente e saúde, artesanato, beleza e estética, confecção têxtil, gestão e negócios, informática e eletrônica, infraestrutura e turismo e lazer.

A qualificação gratuita ofertada pela Prefeitura de Teresina através da Fundação Wall Ferraz, acontece nas sedes das entidades parceiras e nos 12 Centros de Capacitação Profissional localizados nos bairros Parque Alvorada, Parque Brasil, Poty Velho, Itaperu, Leonel Brizola, Matadouro, Redenção, Cerâmica Cil, Vermelha, Piçarreira, Satélite e Dirceu.

Comentários (2)

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).