Fundação Wall Ferraz oferece curso de Panificação para pais de alunos do Cidade Olímpica Educacional

Foto: Ascom Semec

Desde maio, cerca de vinte pais de alunos do Programa Cidade Olímpica Educacional participam de uma Oficina de Panificação. A oficina ofertada pela Fundação Wall Ferraz acontece nas manhãs de sábado e é realizada enquanto os alunos da rede municipal de educação assistem aulas de disciplinas preparatórias para olimpíadas de conhecimento. O curso tem carga horaria de 50 horas e segue até o dia 15 de setembro na Escola Municipal Murilo Braga.

“Antes a gente vinha deixar nossos filhos e ficávamos ociosos sem algo produtivo pra fazer. Hoje a gente, vem, se ocupa e aprende algo novo. Eu já sabia fazer doces e salgados em casa, mas com esse curso da Fundação estou tendo a oportunidade de me aperfeiçoar e adquirir mais conhecimento na área. Eu e minha esposa já pensamos em montar um pequeno negócio no futuro e colocar em prática o que foi aprendido durante as aulas pra garantir uma renda extra”, afirma José de Ribamar Pereira, pai da Maria Aparecida, aluna do Programa Cidade Olímpica Educacional.

Para a Gerente Pedagógica da FWF, Thayse Aguiar, a oficina oportuniza que pais e mães aprendam uma nova profissão e incremento de renda: “Essa proposta de qualificação e incentivo à produção autônoma visa fortalecer as habilidades das pessoas que acompanham as crianças beneficiadas com o projeto Cidade Olímpica Educacional. Acreditamos que são pessoas que buscam uma alternativa de incremento de renda e que os conhecimentos adquiridos vão agregar na rotina dessas famílias. Essa oportunidade é uma experiência exitosa de uma parceria entre a Semec”, pontua.

Foto: Ascom Semec

Em 2018, mais de mil teresinenses foram qualificados através de 26 oficinas e cursos profissionalizantes ofertados gratuitamente em todas as zonas da cidade.

O Programa Cidade Olímpica Educacional é desenvolvido pela Prefeitura de Teresina por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semec) e foi criado para aprofundar os conhecimentos dos alunos com aulas aos sábados nas disciplinas de matemática, física, química, língua portuguesa, astronomia e ciências.

Profissionalizar Mulher abre 125 vagas em cursos de profissionalização

As mulheres teresinenses terão mais uma boa oportunidade de qualificação profissional. Iniciam nesta segunda-feira (3), as inscrições para 125 vagas do Programa Profissionalizar Mulher. A ideia do programa é promover igualdade entre os sexos e autonomia produtiva para as mulheres. As inscrições serão realizadas nos Centros de Capacitação até o dia 10 de setembro.

Um dos diferencias desta nova etapa do Profissionalizar Mulher, é a oferta de 25% das vagas para mulheres em situação de vulnerabilidade e risco social atendidas pela rede de enfrentamento à violência em Teresina. Para este grupo especifico, as inscrições serão realizadas no Centro de Referência Esperança Garcia.

Os cursos ofertados contemplam as áreas de Alimentação, Beleza, Infraestrutura e Mídias digitais. São eles: Salgadeira, Corte de Cabelo e escova, Manicure e Pedicure, Eletricista Predial e Marketing em Mídias Sociais. Os cursos serão realizados em cinco Centros de Capacitação, contemplando os bairros Dirceu II, Leonel Brizola, Parque Brasil, Piçarreira e Satélite.

“Vamos para mais uma etapa do Profissionalizar Mulher e neste ano o desafio é ainda maior. Queremos oferecer para as mulheres teresinenses oportunidades de crescimento pessoal e profissional. E mais ainda, fazer com que elas vejam sua importância em nossa sociedade, que saibam das suas capacidades, dos seus direitos. Com os cursos de profissionalização elas vão ter a chance de aprender uma profissão, se inserir no mercado de trabalho formal ou mesmo desenvolver atividades autônomas”, pontua a presidente da fundação Wall Ferraz, Samara Pereira

Além da qualificação profissional ofertada pela Fundação Wall Ferraz, as mulheres atendidas pelo programa vão participar de rodas de diálogo sobre gênero e empoderamento feminino desenvolvidas pela Secretaria de Políticas Públicas para Mulheres.

Os cursos oferecidos contam com instrutores altamente capacitados, além de materiais didáticos de qualidade e que estejam de acordo com a demanda solicitada pelo mercado de trabalho. Além disso, os cursos atendem uma demanda das próprias mulheres, visto que no início do ano, a Fundação Wall Ferraz, em parceria com a Secretaria Municipal de Planejamento (Semplan), lançou uma pesquisa, por meio de questionário, no aplicativo COLAB. O objetivo da pesquisa era captar o interesse das mulheres teresinenses por capacitação e qualificação profissional.

“Eu fiz o curso de Pedreira através do Profissionalizar Mulher e hoje faço alguns serviços na vizinhança. O ruim é que ainda existe muito preconceito e muitas pessoas acreditam que não vamos dar conta porque é uma profissão que sempre foi vista como masculina. Mas a gente vai garantindo nosso espaço pouco a pouco. Eu mesma fiz o muro da minha casa e reboquei as paredes. Com mais essa oportunidade, muitas outras mulheres vão poder se qualificar e aprender uma profissão”, conta Jane Silva, ex aluna da Fundação Wall Ferraz.

O Projeto Profissionalizar Mulher é desenvolvido pela Fundação Wall Ferraz e Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres. Na primeira fase do programa, de 2013 a 2015, mais de 1.000 mulheres foram qualificadas em diversas áreas, incluindo algumas tidas como exclusivas do universo masculino, como é o caso da Construção Civil.

Confira aqui o cronograma

Feira de Empregos & Negócios da Fundação Wall Ferraz reúne mais de duas mil pessoas

Durante todo o dia de ontem (27), o Sesc Ilhotas foi palco da segunda edição da Feira de Empregos & Negócios da Fundação Wall Ferraz. Mais de duas mil pessoas que buscavam uma oportunidade de trabalho participaram de palestras, workshops e encaminhamentos para processos seletivos. Ao todo, foram disponibilizadas mais de 300 oportunidades de emprego. Dessas, 250 foram articuladas pelo Balcão do Trabalhador e mais 50 vagas através do Sistema Nacional de Emprego. As vagas mais disputadas pelos trabalhadores foram para Assistente Administrativo, Armazenista, Operador de Caixa, Recepcionista e Vendedor.

O Prefeito de Teresina, Firmino Filho participou da abertura do evento e ressaltou a importância de ações que visam geração de emprego e renda para a capital: “Este é um evento que reforça a parceria entre a iniciativa pública e privada, visando o desenvolvimento econômico e social da capital. ”

“A feira representa um momento de fortalecimento do mercado de trabalho na capital e se insere nas políticas públicas desenvolvidas pelo municio de Teresina na geração de trabalho e renda. Na primeira edição da feira realizada no fim do ano passado, nós tivemos cerca de mil trabalhadores participando. Este ano nós conseguimos dobrar esse número e realizar mais de dois mil atendimentos. Desta forma, a nossa Feira se consolida como a primeira grande feira de emprego de Teresina”, afirma a presidente da Fundação Wall Ferraz, Samara Pereira.

Cerca de 800 trabalhadores tiveram ainda a oportunidade de participar de dez workshops de orientação profissional que foram realizados por especialistas na área de desenvolvimento de pessoas. Os temas abordados foram centrados na preparação do trabalhador para a conquista de oportunidades no mercado de trabalho, desenvolvimento de carreira, marketing pessoal, mídias sociais no mundo do trabalho e inteligência emocional.

“Eu estou em busca do meu primeiro emprego e fiquei sabendo da Feira da Fundação Wall Ferraz através das redes sociais. Este evento veio na hora certa e é uma grande ação pois oportuniza que dezenas de teresinense consigam sua colocação no mercado de trabalho”, pontua o estudante de 18 anos, Ricardo Sena.

Barbara Martins, representante de um grupo empresarial da cidade, reforça a importância de eventos que reúnem em um mesmo espaço pessoas e empresas com interesses diversos: “Oportunidades como essa oferecida pela Fundação Wall Ferraz possibilita que dezenas de pessoas que buscam seu emprego tenham mais chances de garantir sua vaga no mercado de trabalho. Da esmam forma, as empresas também são beneficiadas com a pluralidade de trabalhadores interessados nas vagas disponíveis ”

Pessoas com deficiência, em tratamento de dependência química, em situação de rua, mulheres em situação de vulnerabilidade e outros grupos e públicos beneficiados com o projeto Profissionalizar para Inserir realizaram exposição e comercialização de produtos confeccionados durante os cursos profissionalizantes.

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) esteve presente no evento disponibilizando o serviço de emissão da Carteira de Trabalho. Outra parceria importante foi com a Secretaria Municipal de Economia Solidária (Semest), que através do Banco Popular de Teresina, ofereceu linhas de crédito para os alunos egressos da Fundação Wall Ferraz que sonham em montar o próprio negócio.

 

Cerca de 600 pessoas fazem inscrição no Balcão do Trabalhador

 

Foto: Romulo Piauilino

Mais de 250 oportunidades de emprego foram disponibilizadas para a segunda edição da Feira de Empregos & Negócios da Fundação Wall Ferraz. Desde a última quarta-feira (22) a sede do Balcão do Trabalhador está com enormes filas de pessoas que buscam a primeira oportunidade profissional ou mesmo a reinserção no mercado de trabalho. Só hoje, 24, mais de 300 senhas foram entregues para os interessados. A segunda edição da Feira de Empregos & Negócios da Fundação Wall acontece nesta segunda-feira, no Sesc Ilhotas, de 8h às 17h.

Para participar dos processos de seleção das empresas parceiras, o trabalhador interessado deve realizar inscrição no Balcão do Trabalhador até esta sexta-feira (24). Os documentos necessários para inscrição são carteira de trabalho, currículo, comprovante de escolaridade e de experiências profissionais. No dia da feira, mais 50 novas vagas serão oferecidas pelo Sistema Nacional de Emprego (Sine), através da Secretaria do Trabalho e Empreedendorismo (Setre). O atendimento nesta sexta-feira (24) segue até que todos os interessados sejam atendidos.

Um dos destaques é a oferta de vagas para Armazenista e Operador de caixa, para as quais não são exigidas experiência profissional dos interessados. Para o cargo de Jovem Aprendiz, o interessado deve ter entre 14 e 22 anos, estar cursando o ensino médio, ter boas notas, possuir carga horária disponível de seis horas diárias e não ter nenhum registro profissional anterior em sua carteira de trabalho.

“Esta é segunda edição da Feira e a procura pelas inscrições nos processos seletivos está enorme. Mais cedo foram entregues senhas e ficaremos aqui até que a última pessoa seja atendida. O que a gente sempre pede é que as pessoas já venham com a documentação completa para que não atrase o atendimento”, explicou o psicólogo do Balcão do Trabalhador, Átila Araújo.

Josemilda Oliveira, de 33 anos, durante muito tempo parou de trabalhar formalmente e se dedicou inteiramente aos filhos: “Tenho muita esperança de conseguir um trabalho a partir desta iniciativa da Fundação Wall Ferraz. Estou há dez anos fora do mercado e agora volto com tudo em busca de uma vaga. Meus filhos já estão crescidos e agora tenho que pensar em mim e na minha vida profissional. Mesmo sem estar no mercado de trabalho eu fiz cursos para sempre atualizar meu currículo. O último que fiz foi o de Balconista de Farmácia, no centro de Capacitação da Vermelha”, diz.

“Fiquei sabendo da Feira e das oportunidades de emprego através das redes sociais. Espero conseguir a minha vaga de Jovem Aprendiz”, pontua Juliana Santos, de 17 anos

Durante a feira, os trabalhadores também terão oportunidade para atualização profissional através de palestras e workshops de orientação profissional com especialistas na área de desenvolvimento de pessoas.

O Balcão do Trabalhador fica localizado na Rua Firmino Pires, nº 379, Edifício Saraiva Center, térreo, sala 138, Centro/Sul, no mesmo prédio do IPMT.

A segunda edição da Feira de Empregos & Negócios da Fundação Wall Ferraz acontece dia 27 de agosto, das 8h às 17h, no Sesc Ilhotas, que fica localizado na Rua Heitor Castelo Branco, 2700, Centro/Sul. O evento faz parte da programação do aniversário de 166 anos de Teresina, comemorado no último dia 16.

 

Mulheres são beneficiadas com oficina na área de alimentação

Vinte mulheres atendidas pelo Centro Social Satélite estão tendo a oportunidade de aprender uma nova profissão. A Oficina de Biscoito Artesanal faz parte do Projeto Social Entre Laços e é fruto da parceria entre Fundação Wall Ferraz, Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres e o Grupo Mulheres D’ Negócios. As aulas acontecem nas tardes de quarta e quinta-feira na sede do Centro Social no bairro São João.

A ideia principal da parceria é dar oportunidades para que as mulheres atendidas pelo Centro se desenvolvam profissionalmente e tenham mais chances de colocação e reinserção no mercado de trabalho e também de montar seu próprio negócio. A oficina que teve início na última quarta-feira segue até a segunda semana de setembro.

A aposentada Maria de Fátima Silva, fala da importância de cursos profissionalizantes que promovam o desenvolvimento de habilidades e permitam interação social: “Todos os dias nós aprendemos algo novo e não somente relacionado diretamente ao curso. A interação entre nós alunas fortalece nossos vínculos, pois muitas moramos no mesmo bairro há anos e nem sequer nos conhecíamos. O fato de sermos, mulheres, donas de casa não pode ser um empecilho para aprendermos uma nova profissão. A oficina de Biscoito Artesanal desenvolve a nossa criatividade, além de ser um importante instrumento de geração de renda pela facilidade com que podemos comercializar os produtos”, diz.

“O grande objetivo da Fundação Wall Ferraz é levar formação profissional às diferentes comunidades e públicos. Com a Oficina de Biscoito Artesanal, essas mulheres terão oportunidades de melhoria de vida através do aprendizado de uma nova função, que pode até se tornar uma profissão. A cada chance oferecida, as pessoas beneficiadas têm novas perspectivas de inserção no mercado ou mesmo de desenvolver atividades produtivas autônomas”, pontua a presidente da Fundação Wall Ferraz, Samara Pereira.

O Centro Social Satélite é uma entidade filantrópica, localizado no bairro São João, na zona Leste de Teresina. No Centro acontecem palestras socioeducativas para as famílias, aconselhamento para adolescentes e atividades recreativas. Em parceria com instituições, entre elas a Fundação Wall Ferraz, são oferecidos cursos que promovem geração de emprego e renda.

O grupo Mulheres D’ Negócios do Piauí foi criado em fevereiro de 2014 com o objetivo de unir mulheres empreendedoras e assim compartilhar, vivenciar novas experiências. Atualmente o grupo conta com mais de 190 mulheres.

Todas as oficinas e cursos profissionalizantes ofertados pela FWF são gratuitos e visam inserção dos teresinenses no mercado de trabalho e o desenvolvimento de habilidades que podem resultar em atividades autônomas e empreendedoras.

 

 

Programa acolhe crianças de pais que estão realizando capacitação

Não ter com quem deixar os filhos na hora de trabalhar ou mesmo de estudar, afasta pais e mães de oportunidades que surgem no mercado de trabalho e também na capacitação profissional. Mas essa situação vivida por muitas pessoas não é uma realidade para os alunos do programa de Capacitação Profissional para Produtividade e Renda, realizado no Centro de Esportes Unificados (CEU Sul), no Portal da Alegria. Uma das ações do projeto é o acolhimento aos filhos dos alunos que estão participando dos cursos profissionalizantes.

No projeto, lançado em julho pela Fundação Wall Ferraz e Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEMDUH), os moradores do Portal da Alegria VI-B, contemplados com o programa Minha Casa, Minha Vida, realizam cursos de qualificação enquanto os filhos são cuidados por recreadoras e participam de atividades lúdicas, pedagógicas e educativas sobre higiene pessoal, empreendorismo e profissões.

Juliana Abreu, de 34 anos, aluna do curso de Agente de Portaria, tem três filhos e sempre que não tem com quem deixá-los leva as crianças para o Centro de Esportes Unificados (CEU Sul), onde realiza o curso: “É muito bom saber que a gente pode se qualificar enquanto nossos filhos ficam aos cuidados do recreadoras realizando brincadeiras e atividades lúdicas e desenvolvendo a criatividade desenhando e pintando”, pontua a aluna.

“É bom demais saber que a gente pode levar os nossos filhos para o mesmo local onde a gente realiza o curso. A maioria das mães aqui não tem com quem deixar as crianças e esse é um dos motivos que nos afasta dos cursos. Felizmente nós temos essa grande oportunidade de estudar enquanto nossos filhos participam das atividades realizadas pelos recreadoras”, afirma Denise Teixeira, 31 anos, aluna do curso de Vendas e mãe da pequena Ana Cecilia, de cinco anos.

“O programa de Capacitação Profissional para Produtividade e Renda tem o diferencial que a medida em que os pais e mães estão realizando o curso de profissionalização, qualificando suas habilidades para o mercado de trabalho, os filhos estão aos cuidados de recreadoras. As crianças tem o momento lúdico de lazer e recreação direcionada a aprendizagem significativa com aquilo que os pais e mães estão apreendendo em sala de aula”, afirma a presidente da Fundação Wall Ferraz, Samara Pereira.

No projeto, 190 vagas em cursos profissionalizantes foram distribuídas em oito cursos que contemplam as áreas de gestão e negócios, informática e estética e beleza. Ao longo de 2018 as atividades do Projeto de Capacitação para Produtividades e Renda vão beneficiar outras comunidades atendidas pelo Programa Habitacional “Minha Casa, Minha Vida”. Desta forma, centenas de teresinenses residentes destes conjuntos, serão beneficiados, fortalecendo a política de qualificação profissional realizada pelo município de Teresina e constituindo uma ferramenta para que as famílias possam conseguir qualificação para o mercado de trabalho e geração de renda através de atividades autônomas e empreendedoras.

 

Cursos de qualificação profissional geram renda e promovem empreendedorismo em Teresina

Mais de 1200 pessoas já foram beneficiadas com os cursos profissionalizantes ofertados gratuitamente pela Fundação Wall Ferraz neste ano. Além de qualificação, os cursos garantem ainda oportunidade de geração de emprego e renda. Cursos na área de alimentação, artesanato e beleza são os que mais promovem o desenvolvimento de atividades autônomas e o empreendedorismo.

Ana Batista fez o curso de Confeitaria no Centro de Capacitação do bairro Cerâmica Cil. Hoje, dois anos após a conclusão do curso, aceita encomendas de 2500 salgados e seus bolos chegam a custar até 600 reais e colhe os frutos de sua determinação e força de vontade: “Eu morava no Marquês, pegava dois ônibus para me deslocar até a zona Sul e assistir aula. No início foi difícil porque as pessoas ainda não conheciam muito bem o meu trabalho. Comecei fazendo os bolos para a família nas festas de aniversários das crianças. Hoje é gratificante ver meu desenvolvimento, ver como eu melhorei minha produção ao longo desse tempo. E eu não penso em parar. Quero sempre me aperfeiçoar”, afirma com confiança.

Já na área de área de artesanato quem não perdeu tempo e garantiu sua vaga no curso de Bolsa Artesanal realizado na Vila da Paz em 2016 foi Lucia Coimbra. De lá pra cá, sua trajetória tem sido baseada em muito trabalho, empreendedorismo e empoderamento. Hoje, Lúcia vende seus produtos em feiras de artesanato e também faz das redes sociais e aplicativos seus aliados na hora de garantir satisfação aos seus clientes. Em um espaço pequeno, ela se diz se virar nos 30 sempre produzindo suas peças com carinho e total dedicação. “Eu já costurava, mas meu primeiro contato com as bolsas artesanais foi mesmo através do curso oferecido pela FWF. Foi o pontapé inicial que eu precisava para desenvolver minhas habilidades e passar a construir as peças. Hoje produzo porta celular, estojos, mochilas e bolsas para notebook. Meu sonho é comprar uma máquina de costura industrial e montar meu ateliê”, conta.

“Através dos cursos que são ofertados pela Fundação Wall Ferraz, eu vou tendo a oportunidade de me qualificar mais e mais. O primeiro curso que fiz foi o de Maquiagem e logo comecei a trabalhar na área da beleza. Hoje já tenho meu próprio negócio e está dando tão certo que já estou ampliando e fazendo um ponto comercial. Hoje minhas clientes podem contar com serviços de maquiagem, Manicure e Pedicure e também Corte e Escova graças aos cursos que fiz pela FWF”, afirma Suzane Alves, que concluiu recentemente o curso de Corte de Cabelo e Escova realizado no Centro de Capacitação do bairro Matadouro, zona Norte de Teresina.

A presidente da FWF, Samara Pereira, destaca que os cursos vão além de ensinar técnicas de produção: “Trabalhamos o empoderamento feminino e também empreendedorismo para que as pessoas que fazem os cursos percebam que tem condições reais de melhorar a renda da família, a autoestima e a vida como um todo. Um dos principais objetivos da Fundação Wall Ferraz é levar formação profissional às diferentes comunidades, tornando assim acessíveis novas oportunidades de melhoria de vida através do aprendizado, conhecimento e capacitação profissional, de modo que depois de qualificados os alunos tenham novas perspectivas de inserção no mercado, seja através da iniciativa autônoma ou através da inserção no mercado de trabalho formal”, afirma.

Através de projetos como o Profissionalizar Teresina, voltado para jovens e adultos, visando formação profissional que garanta a conquista de oportunidades no mercado de trabalho formal ou na iniciativa autônoma a Fundação Wall Ferraz tem levado cursos em diversas áreas para vários bairros da capital. Outro projeto de capacitação é o Profissionalizar para Inserir, que desenvolve uma política dirigida com base em demandas específicas que atende públicos em situação de risco e vulnerabilidade social, como mulheres em situação de violência, pessoas em situação de rua, jovens em cumprimentos de medidas socioeducativas e pessoas com deficiência.

 

 

Vila Bairro Segurança: Empresas parceiras de programa de capacitação vão ganhar selo de “Empresa amiga do primeiro emprego”

Capacitar e inserir no mercado de trabalho jovens entre 18 e 24 anos que buscam a primeira oportunidade de ingresso no mercado de trabalho. Este é o principal objetivo do Programa de Incentivo ao Primeiro Emprego, desenvolvido pela Fundação Wall Ferraz e Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, dentro das ações do Vila Bairro Segurança. As empresas que aderirem ao Programa e garantirem a destinação de vagas de emprego para contratação de jovens egressos dos cursos de formação socioprofissional serão agraciadas com o selo “Empresa Amiga do Primeiro Emprego”.

“O Programa de Incentivo ao Primeiro Emprego surge da parceria da Fundação Wall Ferraz com a SEMDEC, que terá a principal função capacitar os pretensos candidatos a vagas de empregos. A SEMDEC, por ser uma secretaria de articulação junto ao empresariado, irá buscar essas vagas e entrevistas de trabalho para os jovens participantes do programa. Neste momento os jovens buscam emprego e as empresas buscam pessoas capacitadas. A prefeitura tem como obrigação reconhecer essas empresas que derem oportunidade para esses jovens e a melhor forma seria com esse selo que a empresa parceira irá receber”, pontua o Secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Venâncio Cardoso

Para a presidente da Fundação Wall Ferraz, Samara Pereira, o selo de “Empresa amiga do primeiro emprego” deve ser mais um atrativo para as empresas que aderirem ao programa: “O programa vai promover a capacitação socioprofissional dos jovens com foco no primeiro emprego, fomentar a inserção deste jovem teresinense no mercado de trabalho formal e promover a geração de trabalho e renda. Este selo é mais um atrativo para que as empresas tenham ainda mais interesse em colocar em seu quadro de colaboradores, jovens capacitados e preparados para desenvolverem suas funções”.

Os cursos profissionalizantes ofertados pelo Programa de Incentivo ao Primeiro Emprego, através da ação Sou Capaz, comtemplam as áreas de gestão e beleza. São eles: Operador de caixa, Operador de call center, Operador de microcomputador e Corte de cabelo masculino e barbearia e vão acontecer na sede da administração do Parque Lagoas do Norte e nos Centros de Capacitação dos bairros Poty Velho, Itaperu Matadouro e Parque Alvorada.

O Vila Bairro Segurança é um projeto da Prefeitura de Teresina, conduzido por meio da- Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (SEMCASPI) com o intuito de promover e fortalecer a política de segurança municipal, promovendo a inclusão social dos setores mais vulneráveis. Atualmente, o projeto é desenvolvido na região do Lagoas do Norte, assistindo os seguintes bairros: Acarape, Aeroporto, Alto Alegre, Itaperu, Mafrense, Matadouro, Mocambinho, Nova Brasília, Olarias, Parque Alvorada, Poti Velho, São Francisco e São Joaquim.

 

Programa de Incentivo ao Primeiro Emprego está com inscrições abertas

A região do Parque Lagoas do Norte vai receber a primeira etapa do Programa de Incentivo ao Primeiro Emprego. Fruto da parceria entre a Fundação Wall Ferraz e Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, o programa tem como objetivo promover a capacitação socioprofissional e inserção no mercado de trabalho dos jovens de 18 a 24 anos residentes naquela região e é mais uma ação do projeto Vila Bairro Segurança. As inscrições para os cursos vão acontecer a partir desta segunda-feira (23).

Ao todo serão ofertadas 125 vagas em 4 cursos profissionalizantes que comtemplam as áreas de gestão e beleza. São eles: Operador de caixa, Operador de call center, Operador de microcomputador e Corte de cabelo masculino e barbearia e vão acontecer na sede da administração do Parque Lagoas do Norte e nos Centros de Capacitação dos bairros Poty Velho, Itaperu Matadouro e Parque Alvorada. Para participar, os jovens devem ter concluído o ensino médio ou estar cursando o último ano e comprovar que não tenham tido relação formal de emprego.

“Juntamente com a SEMDEC, a Fundação Wall Ferraz vai levar oportunidade de qualificação profissional para a região do Lagoas do Norte.  A FWF será responsável pela oferta dos cursos de formação inicial e continuada, aos jovens que atenderam aos critérios do Programa e a SEMDEC será responsável pela captura das vagas de trabalho direcionadas para o primeiro emprego junto às empresas, para encaminhamento dos jovens capacitados aos processos de seleção.  Desta forma, a FWF, mais uma vez, ratifica o seu papel de levar qualificação ao maior número de pessoas em todas as zonas da cidade”, pontua Nilza Melo, presidente em exercício da Fundação Wall Ferraz.

As empresas que aderirem ao Programa destinando vagas de primeiro emprego para contratação de jovens egressos dos cursos de formação socioprofissional serão agraciadas com o Selo “Empresa Amiga do Primeiro Emprego”.

O Programa integra o conjunto de ações do Sou Capaz que é uma das ações do Programa Vila Bairro Segurança coordenado pela SEMCASPI, e que conta com a participação também da SEMEST e SEMJUV. Na execução das primeiras turmas a SEMPLAN também é parceira, pois as primeiras turmas serão ofertadas na área que abrange o Programa do Lagoas do Norte.

O Vila Bairro Segurança é um projeto da Prefeitura de Teresina, conduzido por meio da- Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (SEMCASPI) com o intuito de promover e fortalecer a política de segurança municipal, promovendo a inclusão social dos setores mais vulneráveis. Atualmente, o projeto é desenvolvido na região do Lagoas do Norte, assistindo os seguintes bairros: Acarape, Aeroporto, Alto Alegre, Itaperu, Mafrense, Matadouro, Mocambinho, Nova Brasília, Olarias, Parque Alvorada, Poti Velho, São Francisco e São Joaquim.

Prefeitura abre inscrições para Programa de Incentivo ao Primeiro Emprego dentro das ações do Vila Bairro Segurança

Os jovens entre 18 e 24 anos residentes na região do Parque Lagoas do Norte serão beneficiados com cursos de qualificação profissional do Programa de Incentivo ao Primeiro Emprego, desenvolvido pela Fundação Wall Ferraz e Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico. Para participar, os jovens devem ter concluído o ensino médio ou estar cursando o último ano e comprovar que não tenham tido relação formal de emprego. As inscrições para os cursos vão acontecer a partir desta segunda-feira (23). Nesta primeira etapa serão oferecidas 125 vagas distribuídas em 4 cursos.

O programa tem como objetivos promover a capacitação socioprofissional dos jovens com foco no primeiro emprego, fomentar a inserção do jovem teresinense no mercado de trabalho formal e promover a geração de trabalho e renda. O lançamento oficial do Programa acontecerá em agosto no momento da aula inaugural dos cursos, dentro das comemorações do aniversário da Cidade.

Os cursos ofertados contemplam as áreas de gestão e beleza: Operador de caixa, Operador de call center, Operador de microcomputador e Corte de cabelo masculino e barbearia e vão acontecer na sede da administração do Parque Lagoas do Norte e nos Centros de Capacitação dos bairros Poty Velho, Itaperu, Matadouro e Parque Alvorada.

“Esta é mais uma ação que gera oportunidades para os jovens do município e fortalece ainda mais a inclusão socioprofissional, com impactos no enfrentamento às situações de vulnerabilidade social a que se encontram expostos os jovens daquela região”, pontua presidente em exercício da FWF, Nilza Melo.

Neste projeto, a FWF é a responsável pela oferta dos cursos de capacitação profissional, em nível de formação inicial e continuada, aos jovens que atenderam aos critérios do Programa e a SEMDEC será responsável por captar vagas de trabalho direcionadas para o primeiro emprego junto às empresas, para encaminhamento dos jovens capacitados aos processos de seleção.  O Programa integra o conjunto de ações do Sou Capaz que é uma das ações do Programa Vila Bairro Segurança coordenado pela SEMCASPI, e que conta com a participação também da SEMEST e SEMJUV. Na execução das primeiras turmas a SEMPLAN também é parceira, pois as primeiras turmas serão ofertadas na área que abrange o Programa do Lagoas do Norte.

O Secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Venâncio Cardoso, ressalta importância de levar qualificação e oportunidade de geração de emprego e renda para a região do Lagoas Norte: “Essa parceria é importante porque o jovem recebe a capacitação e a oportunidade de uma entrevista para uma vaga em um curto espaço de tempo. Isso também demonstra as ações do poder público municipal atuando em comunidades onde os jovens precisam de mais atenção do poder público. A Semdec entra fazendo essa intermediação porque acredita na qualificação desses jovens e acredita que isso leva um grande benefício para a comunidade do Lagoas do Norte”, afirma.

As empresas que aderirem ao Programa e cumprirem seus objetivos, através da destinação de vagas de primeiro emprego para contratação de jovens egressos dos cursos de formação socioprofissional serão agraciadas com o Selo “Empresa Amiga do Primeiro Emprego”.

O Vila Bairro Segurança é um projeto da Prefeitura de Teresina, conduzido por meio da- Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (SEMCASPI) com o intuito de promover e fortalecer a política de segurança municipal, promovendo a inclusão social dos setores mais vulneráveis. Atualmente, o projeto é desenvolvido na região do Lagoas do Norte, assistindo os seguintes bairros: Acarape, Aeroporto, Alto Alegre, Itaperu, Mafrense, Matadouro, Mocambinho, Nova Brasília, Olarias, Parque Alvorada, Poti Velho, São Francisco e São Joaquim.