Profissionalizar para Inserir leva capacitação para cadeirantes de Teresina

Vinte membros da Associação dos Cadeirantes de Teresina (Ascamte) iniciaram o curso de Artesanato em Papel ofertado pela Fundação Wall Ferraz. A parceria entre as instituições visa dar oportunidade de qualificação profissional e incentivar a iniciação produtiva e o empreendedorismo. O curso tem carga horária de 30 horas e será realizado de junho a setembro.

O curso faz parte do Projeto Profissionalizar para Inserir, que tem como objetivo levar profissionalização a públicos em situação de vulnerabilidade social e desenvolver uma política dirigida a grupos com demandas específicas, construída de maneira coletiva com as representações do segmento para a realização de uma capacitação de qualidade e cada vez mais inclusiva.

“O curso tem sido uma grande surpresa, pois muitos de nós nunca tínhamos tido nenhum contato com cursos na área de artesanato. Nossas expectativas são enormes e todos já querem iniciar as aulas práticas. A Fundação Wall Ferraz está de parabéns por nos proporcionar este momento ímpar, ” relatou o presidente da Ascamte, Wilson Gomes.

“Essa parceria com a Ascamte busca atender demandas especificas desse grupo, promover capacitação e avançar na perspectiva de inclusão no mercado de trabalho e autonomia produtiva”, pontua Nilza Melo, presidente em exercício da Fundação Wall Ferraz.

Além da Ascamte, a Fundação Wall Ferraz vai levar capacitação e qualificação profissional a mais dez instituições parceiras. São elas: Espaço de Convivência Amor de Tia, CAPS III, CAPS AD, CREAS, Casa do Oleiro, Casa Esperança e Vida, Casa do Caminho, Centro de Referência Esperança Garcia, Centro POP e Associação Pestalozzi. Desta forma, o Projeto Profissionalizar para Inserir levará cursos e oficinas de formação inicial e continuada às mulheres vítimas de violência, dependentes químicos, juventude negra, população em situação de rua, entre outros públicos em vulnerabilidade e risco social.

 

 

 

De olho na expansão do mercado, FWF oferta curso de Balconista de Farmácia

Sessenta e dois alunos concluíram o curso de Balconista de Farmácia ofertado pela Fundação Wall Ferraz (FWF) através do Projeto Profissionalizar Teresina. O curso é uma novidade e tem grande potencial para contratação de profissionais, tendo em vista a expansão do segmento farmacêutico na cidade.

Em março deste ano, o Profissionalizar Teresina ofertou 622 vagas distribuídas em 28 turmas, nas diferentes regiões da cidade, contemplando as áreas de gestão de negócios, alimentação, infraestrutura, ambiente e saúde e informática.

Dados da Junta Comercial do Estado do Piauí (JUCEPI) mostram que o ramo farmacêutico cresce a todo vapor em Teresina: em 2015, foram abertas 35 farmácias na Capital; em 2016, 37; no ano de 2017 registrou-se a abertura de 62 farmácias e até meados de junho deste ano já foram abertos 20 estabelecimentos comerciais no ramo farmacêutico somente na capital.

Leona Osternes, aluna do curso, ressalta a importância da qualificação profissional e sua felicidade ao ser aceita exatamente como é: uma mulher trans e empoderada. “Fui bastante acolhida por todos os colegas de curso e pelos administradores do Centro de Capacitação da Vermelha. Fui aceita como sou. Como militante do movimento de travestis e transexuais sei como o mercado de trabalho é muito difícil para nosso público, por isso a importância de nossa qualificação e capacitação profissional. Espero fazer outros cursos através da Fundação Wall Ferraz, ” pontua.

Sem estudar há mais de 20 anos, Virginia Santos viu no curso uma oportunidade de aprender uma profissão: “Foi um prazer enorme fazer esse curso e me profissionalizar para o mercado de trabalho. Aprendi muito com todos aqui e a minha expectativa agora é conseguir um trabalho na área que estou qualificada, ” disse.

Uma das instrutoras do curso, Bianca Amaral, que ministrou o módulo de formação socioprofissional, destaca o espaço que a área de atendimento em farmácia tem em Teresina: “É um curso realmente novo e que está dentro de uma proposta bem inovadora para o mercado de trabalho.  Basta andar na cidade para que a gente possa conferir que é um segmento que só cresce pois temos muitas farmácias abrindo e gerando emprego. Os alunos foram bastante acolhedores e participativos e estavam sempre atentos em todas as aulas, ” afirmou.

O curso de Balconista de Farmácia foi realizado nos Centros de Capacitação dos bairros Vermelha e Itaperu.

Fundação Wall Ferraz promove oficinas para idosos do Centro Social Pedro Arrupe

A Fundação Wall Ferraz vai ofertar cursos e oficinas aos idosos atendidos pelo Centro Social Pedro Arrupe, localizado no bairro Vermelha, zona Sul de Teresina. Os cursos vão oportunizar qualificação e reforçar a importância do estímulo a iniciação produtiva.

As oficinas e cursos contemplam as áreas de Alimentação, Artesanato e Informática. Atualmente, o Centro Social possui 597 idosos cadastrados e ativos. Estas ações fazem parte do “Programa Começar de Novo”, instituído por lei pela Prefeitura Municipal de Teresina em maio deste ano que visa a qualificação e inserção de idosos no mercado de trabalho. Os cursos devem ter início em junho.

“As expectativas com essa nova parceria são as melhores, pois nosso objetivo não é só oferecer atividades físicas, mas, trabalhar todas as capacidades desses idosos e proporcionar que eles possam desenvolver outros conhecimentos através dessas novas atividades, oficinas e manejo de materiais”, diz a Assistente Social do Centro, Lívia Sousa.

Com os cursos e oficinas para os idosos eles poderão adquirir mais conhecimento e também visualizar uma oportunidade de geração de renda. “Ainda estamos finalizando o cronograma de cursos que devem iniciar no mês junho. Nosso objetivo é estimular esses idosos a iniciarem um processo de qualificação e fomentar seu interesse por novos conhecimentos”, explica a gerente Pedagógica da Fundação Wall Ferraz, Thayse Aguiar.

Após o encerramento dos cursos, os participantes irão receber certificados e terão o resultado dos trabalhos realizados apresentados ao longo do ano em datas comemorativas.

 

 

Fundação Wall Ferraz e SEMDUH firmam parceria para oferta de cursos aos beneficiários do Programa “Minha Casa, Minha Vida”

A geração de trabalho e renda para a população teresinense está no foco das políticas desenvolvidas pela Prefeitura de Teresina, especialmente através de ações que capacitem o cidadão para desempenho de atividades demandadas pelo mercado. Desta forma, a Fundação Wall Ferraz firmou parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEMDUH), para realizar a capacitação e qualificação profissional dos moradores do Portal da Alegria VI A e Portal da Alegria VI B, na zona Sul de Teresina, beneficiados pelo Programa Habitacional “Minha Casa, Minha Vida”.

Na parceria, a FWF é responsável pela execução do Projeto denominado Capacitação Profissional para a Produtividade e Renda, através da oferta de qualificação para trabalho que inclui realização de cursos com carga horária e recursos didáticos compatíveis com cada ocupação proposta e a devida certificação, e a SEMDUH é responsável pela supervisão e acompanhamento da execução técnica do projeto.

Para o prefeito Firmino Filho, a oferta dos cursos através da FWF e SEMDUH representa o fortalecimento da política de qualificação profissional realizada pelo município. “Estamos sempre buscando alternativas, mesmo nesses momentos de crise, com atração de recursos externos, para garantir as melhorias que os munícipes necessitam. Nesse contexto, a oferta de cursos profissionalizantes é uma ferramenta para que essas famílias possam conseguir qualificação para o mercado de trabalho e para a geração de emprego e renda”, disse o prefeito.

Segundo a Presidente da FWF, Samara Pereira, os cursos contribuirão para a conquista da autonomia produtiva dos beneficiários do programa: “Essa parceria vai possibilitar a oferta de cursos em diversas áreas para os beneficiários do “Minha Casa, Minha Vida” que contribuem para a geração de emprego e renda, seja de maneira autônoma ou para quem busca oportunidade no mercado de trabalho formal. E trazem uma perspectiva efetiva da conquista de uma fonte de renda, favorecendo a sua integração no novo espaço que passa a habitar.

Os cursos ofertados através da parceria foram definidos a partir de Mapeamento de vocações produtivas realizado por empresa especializada. O primeiro projeto, já aprovado pela equipe técnica da Caixa, envolve um aporte de recursos no valor de R$ 319.687,09, e encontra-se na fase de planejamento da execução com definição de locais e horários em que devem ocorrer os cursos, para posterior inscrição dos beneficiários. O segundo projeto, de mesmo valor, deve ser submetido à equipe da Caixa ainda no mês de junho, e ter sua execução iniciada no segundo semestre de 2018.

Ao final dos cursos, os atendidos pelo projeto poderão participar do Workshop de Qualificação Profissional do Balcão do Trabalhador onde terão a oportunidade de se prepararem para os processos de seleção na busca do emprego e inserção no mercado de trabalho e também será realizada uma feira para que os concludentes dos cursos possam mostrar suas novas formas de geração de renda.

Ainda no ano de 2018 a FWF e SEMDUH devem firmar parceria para execução de novos Projetos de Capacitação para geração de trabalho e renda no âmbito do Programa “Minha Casa, Minha Vida”, beneficiando centenas de teresinenses residentes destes conjuntos

Encerramentos de cursos marcam o mês de junho nos Centros de Capacitação da FWF

Até o início de junho, 12 turmas de qualificação profissional do Projeto Profissionalizar Teresina foram encerradas, o que permitiu que mais de 300 pessoas tivessem acesso gratuito à capacitação e qualificação profissional. Até o final do mês, mais 14 turmas devem ser finalizadas totalizando 28. A segunda etapa do programa Profissionalizar Teresina terá início ainda em junho e será realizada em parceria com entidades comunitárias.

Em março deste ano, o Projeto profissionalizar Teresina abriu mais de 600 vagas em 16 cursos profissionalizantes que abrangiam as mais diversas áreas de atuação e oportunizou a qualificação de jovens e adultos de diferentes bairros da cidade. Ao longo de dois meses, instrutores e alunos movimentaram os 12 Centros de Capacitação da Fundação Wall Ferraz, trocaram experiências e vivenciaram dentro e fora da sala de aula momentos de aprendizado constante

“A cada encerramento de curso, nosso sentimento é de que nós, da Fundação Wall Ferraz, demos o nosso melhor e conseguimos levar para a população curso de qualidade, com instrutores capacitados que com certeza fizeram a diferença na vida de cada aluno”, pontua a Gerente de Capacitação da FWF.

“O curso só veio contribuir para a minha formação profissional. Eu escolhi fazer esse curso por ser uma área bastante ampla, expansão e promissora aqui em Teresina”, afirmou Junior Ferreira, concludente do curso de Operador de Call Center, realizado no Centro de Capacitação do bairro Itaperu, zona Norte de Teresina.

Glaucione Costa, aluna do curso de Recepcionista do Centro de Capacitação do Redenção, não mediu esforços em busca de qualificação profissional: “Soube através de uma tia e não posso negar que foi muito difícil estar aqui todos os dias pois eu tenho três filhos pequenos. Mesmo assim não deixei as dificuldades me pararem. Agora eu adquiri minha primeira qualificação e quero seguir nessa área, trabalhar com atendimento ao público, quero fazer outros cursos na área e me inserir no mercado de trabalho”.

Nem mesmo a distância afastou quem vê na Fundação Wall Ferraz uma oportunidade de qualificação profissional e cidadania. Simone Silva, aluna de Vendas do Centro de Capacitação do Dirceu e moradora do Vale do Gavião, viu na distância uma dificuldade, mas não se deixou abater e garante que isso só lhe dará bons resultados: “Eu tive uma grande oportunidade na vida com esse curso. Nossos instrutores eram excelentes e nos motivaram todos os dias a não desistir e buscar cada vez mais qualificação. Recomendo pra todo mundo e já me vejo trabalhando na área”, afirma com empolgação.

Jorge Magno, aluno do curso de Corte de Cabelo e Escova já sonha em montar o próprio negócio ao lado de colega curso: “Minha vontade agora, após a finalização do curso, é de montar meu próprio negócio na área de corte de cabelo e barbearia e crescer profissionalmente”, conclui o aluno do curso de Corte de Cabelo e Escova ofertado no Centro de Capacitação do bairro Matadouro.

Os 16 cursos ofertados em 28 turmas pela Fundação Wall Ferraz nesta primeira etapa do “Profissionalizar Teresina” foram: Agente de Portaria, Eletricista Predial, Assistente Administrativo, Balconista de Farmácia, Recepcionista, Vendedor, Operador de Call Center, Operador de Caixa, Corte de Cabelo e Escova, Depilação, Manicure e Pedicure, Cuidador de Idoso, Operador de Microcomputador, Designer Gráfico, Panificação e Salgadeiro.

Fundação Wall Ferraz levanta interesse de mulheres por profissionalização

A Fundação Wall Ferraz, em parceria com a Secretaria Municipal de Planejamento (Semplan), lançou uma pesquisa, por meio de questionário, no aplicativo COLAB que tem como objetivo, captar o interesse das mulheres teresinenses por capacitação e qualificação profissional, dentre alguns cursos que serão postos como opção. Esta pesquisa irá subsidiar as ações da FWF nos projetos direcionados ao público feminino em nossa capital, como o Profissionalizar Mulher. Para acessar a pesquisa e enviarem suas solicitações e demandas as mulheres devem baixar o aplicativo COLAB e fazerem um cadastro.

“Essa pesquisa pública da Fundação Wall Ferraz, que está ativa no aplicativo COLAB, tem como objetivo saber quais são as preferências das mulheres em relação aos cursos que serão ofertados. Nós queremos saber quais cursos as mulheres de nossa cidade querem fazer, quais áreas de atuação profissional elas mais anseiam, por isso a importância dessas mulheres participarem da pesquisa e informarem esses dados. Nosso intuito é sistematizar as ações da Fundação Wall Ferraz para a profissionalização de mulheres, buscando uma capacitação inclusiva e que oportunize as mulheres a lutarem por autonomia, incremento de renda e igualdade de direitos já que ela vai ter a mesma qualificação e vai poder estar no mercado de trabalho de igual para igual”, pontuou Heline Silva, Assessora Técnica da Fundação Wall Ferraz.

O Projeto Profissionalizar Mulher, que conta com parceria da Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres, será relançado neste ano e vai incluir outros cursos de capacitação voltados para mulheres e que devem atender principalmente mulheres em situação de vulnerabilidades social que são atendidas por programas sociais do Governo Federal. Na primeira fase do Projeto Profissionalizar Mulher, de 2013 a 2015, a Fundação Wall Ferraz qualificou mais de 1000 mulheres em diversas áreas, incluindo algumas tidas como exclusivas do universo masculino, como é o caso da Construção Civil.

COLAB tem sido utilizado pela Prefeitura de Teresina desde 2014 e é uma ferramenta criada com o objetivo de conectar pessoas que desejam reportar e divulgar demandas de suas respectivas regiões, servindo como ponte entre a população e o poder público.

Usuários de Android e iOS podem baixar do aplicativo do COLAB gratuitamente em seus smartphones e compartilhar as demandas de seus bairros.

 

 

Fundação Wall Ferraz convoca nove instrutores aprovados

Mais nove aprovados foram convocados na manhã desta terça-feira (22) para compor o quadro de instrutores da Fundação Wall Ferraz. Os novos instrutores vão atuar nas áreas de Gestão e Negócios Turismo e Lazer, Idiomas, Informática e Confecção Têxtil, ministrando aulas nos cursos de Assistente Administrativo, Operador de Caixa, Organizador de Eventos, Espanhol Instrumental e Confecção do Vestuário.

“Com esta décima segunda convocação de instrutores aprovados por meio de processo seletivo nós renovamos mais uma vez o principal objetivo da Fundação Wall Ferraz, que é proporcionar qualificação profissional ao teresinenses”, afirmou Thayse Aguiar, Gerente de Capacitação da Fundação Wall Ferraz.

Os convocados devem comparecer à sede da sede da FWF – Praça Marechal Deodoro (Praça da Bandeira), n°900, das 07h30min às 13h nos dias 23 e 24 de maio munido dos originais e cópias dos seguintes documentos: RG, CPF, título de eleitor e comprovante de quitação eleitoral, certificado de reservista (caso seja do sexo masculino), certidão de nascimento ou casamento, comprovante de residência recente e foto 3×4 recente. O candidato convocado que não comparecer no prazo determinado será considerado desistente, sendo automaticamente excluído do Processo Seletivo Simplificado, convocando-se o candidato imediatamente subsequente.

As inscrições para o processo seletivo de instrutores de 2018 aconteceram de forma eletrônica no site da Fundação Wall Ferraz, no período de 05 a 09 de fevereiro, e o resultado final do processo seletivo foi divulgado no dia 2 de março, no site da instituição.

Confira a lista de convocados

 

 

Fundação Wall Ferraz lança agenda de cursos do Projeto Profissionalizar para Inserir

 Em busca de atender segmentos e demandas específicas da população de Teresina, a Fundação Wall Ferraz lança, na manhã desta terça-feira (22) a agenda de cursos do Projeto “Profissionalizar para Inserir” que será realizado em parceria com instituições da cidade realizando uma capacitação efetiva, de qualidade e mais inclusiva.

A solenidade de lançamento dos cursos vai acontecer na sede da Vice-Prefeitura de Teresina, localizada na rua Manoel Nogueira Lima, 1347, no bairro Jóquei Club, zona Leste da capital as 11:00h da manhã e deve contar com a presença dos representantes das instituições e do Prefeito de Teresina, Firmino Filho.

Para Samara Pereira, Presidente da Fundação Wall Ferraz, o Projeto “Profissionalizar para Inserir” representa uma oportunidade de profissionalização para grupos que muitas vezes são desacreditados: “O que esses grupos precisam é de motivação e oportunidade para despertarem seus talentos, desenvolverem suas habilidades e progredir profissional e intelectualmente”, pontua.

O presidente da Ascamte (Associação dos Cadeirantes do Município de Teresina), Wilson Gomes, aprova a iniciativa da Fundação Wall Ferraz e explica a importância de levar capacitação profissional a grupos específicos: “É muito importante levar qualificação para grupos que muitas vezes são vistos como incapazes ou menores. A sociedade e o mercado de trabalho exigem uma maior e melhor qualificação e nós cadeirantes não podemos ficar de fora dessa realidade”, explica.

Ao todo, onze organizações sociais e governamentais parceiras vão receber os cursos de qualificação profissional ofertados pela Fundação Wall Ferraz. São elas: Ascamte, Amor de Tia, CAPS III, CAPS AD, CREAS, Casa do Oleiro, Casa Esperança e Vida, Casa do Caminho, Centro de Referência Esperança Garcia, Centro POP e Pestalozzi. Os cursos ofertados vão atender mulheres em situação de vulnerabilidades social, pessoas com deficiência, em situação de rua, em tratamento de câncer, dependentes químicos e jovens que cumprem medias socioeducativas.

Também estão entre os beneficiados do Projeto “Profissionalizar para Inserir” a juventude negra e a população LGBT da cidade que tem acesso a uma formação inicial e continuada, que visa profissionalização e inserção no mercado de trabalho. O projeto também desenvolve uma política dirigida com base em demandas específicas e construídas de maneira coletiva com as representações de cada segmento para a realização de uma capacitação cada vez mais inclusiva.

Fundação Wall Ferraz realiza Ação de Cidadania especial no mês das mães 

As ações de cidadania do mês de maio serão especialmente dedicadas às mães. Serviços que promovem a beleza, desenvolvimento de habilidades artísticas e proporcionam bem-estar e integração social com a comunidade serão levados para os Centros de Capacitação dos bairros Itaperu, Poty Velho, Parque Brasil, Leonel Brizola, Redenção e Piçarreira no próximo sábado, 19, de 8h às 12h.

“As atividades de cidadania levam serviços que valorizam o cuidado pessoal, contribuindo para a elevação da autoestima e despertando habilidades muitas vezes desconhecidas por essas mulheres durante a realização das oficinas produtivas”, pontua a presidente da Fundação Wall Ferraz, Samara Pereira.

Raimunda Teixeira, Chefe do Centro de Capacitação do bairro Poty Velho reforça a importância de levar serviços especiais às mães teresinenses: “A população sempre abraça esse tipo de ação, porque envolve a comunidade e todos podem ter acesso a serviços de qualidade e gratuitos. E essa ação é mais que especial pois é em homenagem as mães de Teresina”, ressaltou Raimunda, que em parceria com outras instituições vai ofertar Limpeza de pele e oficina artesanal de colares de cerâmica na Ação de Cidadania deste sábado.

Todas as ações, oficinas e cursos promovidos pela Fundação Wall Ferraz são gratuitos e promovem cidadania, integração, capacitação e qualificação profissional.