Fundação Wall Ferraz realiza solenidade de certificação dos alunos concludentes

Mais de mil pessoas foram beneficiadas com cursos profissionalizantes ofertados pela Fundação Wall Ferraz no primeiro semestre deste ano. Nesta quarta-feira (29), às 16h, os alunos concludentes dos cursos vão receber os certificados em uma solenidade no Theatro 4 de Setembro. A certificação faz parte da programação do aniversário de 166 anos da cidade e contará com a presença do prefeito Firmino Filho.

Ao todo, 26 cursos foram ofertados em diferentes programas, beneficiando jovens, adultos e grupos específicos. Este ano as novidades foram os cursos de Corte de Cabelo masculino e barbearia, Designer gráfico, Doces finos e trufas, Organizador de eventos e Salgadeiro, cursos que fomentam o empreendedorismo e a iniciativa autônoma. Na área de atendimento a novidade foi o curso de Balconista de Farmácia, que atende uma grande demanda devido a instalação de várias redes de farmácia na cidade.

“Desde o início do ano nós estamos desenvolvendo projetos de qualificação e profissionalização para os teresinenses, com o principal objetivo de dar oportunidades para que essas pessoas desenvolvam suas habilidades e despertem para potencialidades que podem se tornar uma fonte de renda ou mesmo colaborar para a inserção deste trabalhador no mercado de trabalho”, pontua a presidente da Fundação Wall Ferraz, Samara Pereira.

Entre os principais programas desenvolvidos pela Fundação Wall Ferraz está o Profissionalizar Teresina, que disponibilizou ao longo do primeiro semestre cerca de 850 vagas em cursos de profissionalização e é dirigido aos jovens e adultos em geral para formação profissional e visa inserção no mercado de trabalho e desenvolvimento de atividades empreendedoras.

Outro destaque é o Profissionalizar para Inserir, que tem como público alvo grupos em situação de risco e vulnerabilidade social. Neste programa, cerca de 160 pessoas passaram pelos cursos de qualificação ofertados desde o fim de junho. Entre os beneficiados estão dependentes químicos, mulheres vítimas de violência, população em situação de rua e jovens em cumprimento de medidas socioeducativas.

Os cursos foram distribuídos nas sedes das entidades parceiras e nos Centros de Capacitação da Fundação Wall Ferraz em todas as zonas da cidade e contemplavam as mais diversas áreas de atuação. Entre elas, Alimentação, Gestão, Infraestrutura, Ambiente e Saúde e Informática. Os Centros ficam localizados nos bairros Parque Alvorada, Poty Velho, Itaperu, Leonel Brizola, Parque Brasil, Matadouro, Redenção, Cerâmica Cil, Vermelha, Piçarreira, Satélite e Dirceu.

Os cursos de formação inicial e continuada ofertados pela Fundação Wall Ferraz são totalmente gratuitos e garantem capacitação de qualidade aos teresinenses, principalmente jovens e adultos de baixa renda.

Mães atendidas pelo projeto Amor de Tia participam do curso de manicure

Vinte mulheres atendidas pelo projeto Amor de Tia estão participando do curso de Manicure e Pedicure ofertado pela Fundação Wall Ferraz. A nova parceria com a Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres deve contribuir para que as atendidas pelo projeto sejam incluídas no processo de capacitação e qualificação profissional do município. A oferta do curso visa ainda aumentar a expectativa na vida profissional, financeira e na autoestima de cada uma dessas mães.

“Um dos nossos pilares é inserir. Então qualificar essas mulheres que em algum momento passaram por situação de violência e vulnerabilidade social vai proporcionar que elas aprendam uma profissão e possam trabalhar até mesmo de maneira autônoma. Trabalhamos com uma equipe de instrutores sensibilizados com a demanda desse público, que favorece o ótimo desempenho e processo de aprendizagem das alunas”, pontua a Gerente de Capacitação da Fundação Wall Ferraz, Thayse Aguiar.

O curso faz parte do Projeto Profissionalizar para Inserir, que tem como principal objetivo qualificar públicos e segmentos em situação de vulnerabilidade e risco social oportunizando capacitação e qualificação profissional voltada para inserção no mercado de trabalho, empreendedorismo e autonomia produtiva. Ao final, as mães receberão certificado com caga horaria de 60h.

O projeto Amor de Tia atende mulheres em situação de violência e promove apoio na reconstrução da sua autonomia através do atendimento, acolhimento, atenção e desenvolvimento psicossocial a seus filhos de um ano a dois anos e nove meses. O programa funciona no Centro de Convivência Saber Viver, bairro Matadouro, zona Norte de Teresina.

 

Profissionalizar para Inserir leva capacitação para cadeirantes de Teresina

Vinte membros da Associação dos Cadeirantes de Teresina (Ascamte) iniciaram o curso de Artesanato em Papel ofertado pela Fundação Wall Ferraz. A parceria entre as instituições visa dar oportunidade de qualificação profissional e incentivar a iniciação produtiva e o empreendedorismo. O curso tem carga horária de 30 horas e será realizado de junho a setembro.

O curso faz parte do Projeto Profissionalizar para Inserir, que tem como objetivo levar profissionalização a públicos em situação de vulnerabilidade social e desenvolver uma política dirigida a grupos com demandas específicas, construída de maneira coletiva com as representações do segmento para a realização de uma capacitação de qualidade e cada vez mais inclusiva.

“O curso tem sido uma grande surpresa, pois muitos de nós nunca tínhamos tido nenhum contato com cursos na área de artesanato. Nossas expectativas são enormes e todos já querem iniciar as aulas práticas. A Fundação Wall Ferraz está de parabéns por nos proporcionar este momento ímpar, ” relatou o presidente da Ascamte, Wilson Gomes.

“Essa parceria com a Ascamte busca atender demandas especificas desse grupo, promover capacitação e avançar na perspectiva de inclusão no mercado de trabalho e autonomia produtiva”, pontua Nilza Melo, presidente em exercício da Fundação Wall Ferraz.

Além da Ascamte, a Fundação Wall Ferraz vai levar capacitação e qualificação profissional a mais dez instituições parceiras. São elas: Espaço de Convivência Amor de Tia, CAPS III, CAPS AD, CREAS, Casa do Oleiro, Casa Esperança e Vida, Casa do Caminho, Centro de Referência Esperança Garcia, Centro POP e Associação Pestalozzi. Desta forma, o Projeto Profissionalizar para Inserir levará cursos e oficinas de formação inicial e continuada às mulheres vítimas de violência, dependentes químicos, juventude negra, população em situação de rua, entre outros públicos em vulnerabilidade e risco social.

 

 

 

Projeto “Profissionalizar para Inserir” é apresentado em solenidade com Prefeito e instituições parceiras

O Projeto Profissionalizar para Inserir, que tem como objetivo qualificar públicos e segmentos em situação de vulnerabilidade social foi lançado na manhã desta terça-feira (22) na sede da Vice-Prefeitura de Teresina. A parceria com instituições sociais e governamentais da cidade vai oportunizar capacitação efetiva e mais inclusiva.

O Prefeito de Teresina, Firmino Filho, que esteve presente na solenidade, ressalta o crescimento da Fundação Wall Ferraz nos últimos anos: “Para nós é uma alegria perceber que a Fundação Wall Ferraz vem crescendo e qualificando os teresinenses com seu trabalho sério e tradicional e também desenvolve projetos que tem como público alvo pessoas mais vulneráveis e que precisam de uma maior atenção do poder público”, pontuou.

“O Projeto Profissionalizar para Inserir representa uma oportunidade para que aquelas pessoas que passaram por algum processo de violação de direitos ou exclusão social possam através da profissionalização descobrir seu potencial, buscando o seu lugar na sociedade e efetivamente despertar a iniciativa sócio produtiva’’, diz a Presidente da FWF, Samara Cristina.

Ao todo, onze organizações sociais e governamentais parceiras vão receber os cursos de qualificação profissional ofertados pela Fundação Wall Ferraz. São elas: Ascamte, Amor de Tia, CAPS III, CAPS AD, CREAS, Casa do Oleiro, Casa Esperança e Vida, Casa do Caminho, Centro de Referência Esperança Garcia, Centro POP e Pestalozzi. Os cursos ofertados vão atender mulheres em situação de vulnerabilidades social, pessoas com deficiência, em situação de rua, em tratamento de câncer, dependentes químicos e jovens que cumprem medias socioeducativas.

Segundo o Gerente Executivo da Casa do Caminho, que atende pessoas em situação de rua, Edson Araújo, as pessoas em situação de rua são extremamente vulneráveis em todos os aspectos de seus direitos sociais: “Hoje a Casa do Caminho oferece serviços que, de alguma forma garantem todos esses direitos e a FWF para coroar esses serviços através da capacitação e oportunidade de empregabilidade, proporcionando novos ares para vida de cada um deles e os enchendo de expectativas fazendo a transformação social de suas vidas.”

Fundação Wall Ferraz lança agenda de cursos do Projeto Profissionalizar para Inserir

 Em busca de atender segmentos e demandas específicas da população de Teresina, a Fundação Wall Ferraz lança, na manhã desta terça-feira (22) a agenda de cursos do Projeto “Profissionalizar para Inserir” que será realizado em parceria com instituições da cidade realizando uma capacitação efetiva, de qualidade e mais inclusiva.

A solenidade de lançamento dos cursos vai acontecer na sede da Vice-Prefeitura de Teresina, localizada na rua Manoel Nogueira Lima, 1347, no bairro Jóquei Club, zona Leste da capital as 11:00h da manhã e deve contar com a presença dos representantes das instituições e do Prefeito de Teresina, Firmino Filho.

Para Samara Pereira, Presidente da Fundação Wall Ferraz, o Projeto “Profissionalizar para Inserir” representa uma oportunidade de profissionalização para grupos que muitas vezes são desacreditados: “O que esses grupos precisam é de motivação e oportunidade para despertarem seus talentos, desenvolverem suas habilidades e progredir profissional e intelectualmente”, pontua.

O presidente da Ascamte (Associação dos Cadeirantes do Município de Teresina), Wilson Gomes, aprova a iniciativa da Fundação Wall Ferraz e explica a importância de levar capacitação profissional a grupos específicos: “É muito importante levar qualificação para grupos que muitas vezes são vistos como incapazes ou menores. A sociedade e o mercado de trabalho exigem uma maior e melhor qualificação e nós cadeirantes não podemos ficar de fora dessa realidade”, explica.

Ao todo, onze organizações sociais e governamentais parceiras vão receber os cursos de qualificação profissional ofertados pela Fundação Wall Ferraz. São elas: Ascamte, Amor de Tia, CAPS III, CAPS AD, CREAS, Casa do Oleiro, Casa Esperança e Vida, Casa do Caminho, Centro de Referência Esperança Garcia, Centro POP e Pestalozzi. Os cursos ofertados vão atender mulheres em situação de vulnerabilidades social, pessoas com deficiência, em situação de rua, em tratamento de câncer, dependentes químicos e jovens que cumprem medias socioeducativas.

Também estão entre os beneficiados do Projeto “Profissionalizar para Inserir” a juventude negra e a população LGBT da cidade que tem acesso a uma formação inicial e continuada, que visa profissionalização e inserção no mercado de trabalho. O projeto também desenvolve uma política dirigida com base em demandas específicas e construídas de maneira coletiva com as representações de cada segmento para a realização de uma capacitação cada vez mais inclusiva.