Desde o início do ano, os projetos de capacitação e qualificação profissional da Fundação Wall Ferraz tem beneficiado os teresinenses em todas as zonas da cidade. Até o início de agosto, 20 bairros já receberam cursos profissionalizantes que oportunizam aprender uma nova profissão e também mudar de vida. Programas como o Profissionalizar Teresina e Capacitação Profissional para Produtividade e Renda, tem beneficiado os moradores da zona Sul da cidade.

Este ano, através do projeto Profissionalizar Teresina, os Centros de Capacitação dos bairros Vermelha, Redenção, Cerâmica Cil II beneficiaram mais de 180 pessoas em 7 cursos de qualificação profissional nas áreas de Gestão e negócios, Informática, Beleza e Alimentação. No início de agosto os cursos de Assistente administrativo e Recepcionista vão ser iniciados nos bairros Esplanada e Santo Antônio, respectivamente.

Em julho, a Fundação Wall Ferraz lançou, em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh), o Projeto de Capacitação Profissional para Produtividade e Renda. Os principais beneficiados são os contemplados com o Programa Minha Casa, Minha Vida no bairro Portal da Alegria. Três cursos já estão em andamento no Centro de Esportes Unificados do bairro. São eles: Técnicas em Vendas, Assistente administrativo e Agente de portaria. Os cursos de Corte de Cabelo e Escova, Depilação, Decoração com Balões, Bombeiro Hidráulico, Operador de Microinformática e Técnicas de Vendas devem ser iniciados até o fim do ano.

“Buscamos atender a população de Teresina não só nos nossos Centros de Capacitação, mas também em parceria com as entidades comunitárias, pois elas representam a comunidade e buscam oportunidades de levar os serviços que o poder público oferece. Temos feito essas parcerias e os resultados são bem positivos. Após a conclusão dos cursos, os alunos tem realmente se inserido no mercado de trabalho, tanto no mercado formal como de forma autônoma e empreendedora. E assim, seguimos com o nosso propósito de promover formação profissional dos teresinenses”, pontuou a Gerente de Capacitação Profissional da FWF, Thayse Aguiar.

Juliana Silva de 34 anos, que já até já mudou de estado em busca de oportunidade profissional viu no curso de Agente de Portaria uma oportunidade de mudar de profissão e também de vida: “Já trabalhei em uma fábrica de tecidos em Minas Gerais, mas acabei voltando para Teresina. Estou desempregada e quando surgiu essa grande oportunidade de fazer o curso eu não podia deixar passar e agarrei com unhas e dentes. É um curso caro e que aqui a gente pode fazer de forma gratuita. Minhas expectativas em aprender essa profissão são as melhores possíveis. Vou me capacitar cada vez mais na área, buscar um trabalho e seguir minha vida”, afirmou.

Através do Programa Profissionalizar Teresina, 20 mulheres puderam aprender uma nova profissão no ramo de alimentação. A oficina de Doces Finos foi realizada no Centro de Esportes Unificados do bairro Portal da Alegria.

Na Vila Irmã Dulce, o curso de Corte de Cabelo e Barbearia, um dos mais procurados pela população de Teresina, tem 20 alunos inscritos. O curso, que teve início em julho e segue até setembro, é realizado nas tardes de terça e quinta-feira na Associação de Mães do bairro. Na Associação Madre Cabrini das Irmãs Missionárias, também na Irmã Dulce, estão sendo ofertados cursos na área de educação e artesanato. O curso de Espanhol Instrumental possui 30 alunos inscritos. Já na área de artesanato, um dos mais procurados é o de Arte e decoração com balões, onde a turma possui 25 alunos matriculados.

O Programa Profissionalizar Teresina é voltado para jovens e adultos em geral, visando formação profissional que garanta a conquista oportunidades no mundo do trabalho, seja através do trabalho formal e/ou de iniciativa autônoma.

A realização do Projeto Capacitação Profissional para Produtividade e Renda representa o fortalecimento da política de qualificação profissional realizada pelo município de Teresina, constituindo uma ferramenta para que essas famílias beneficiadas pelo Programa Minha Casa, Minha Vida possam conseguir qualificação para o mercado de trabalho e para a geração de emprego e renda através de atividades autônomas e empreendedoras.

 

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).