Aumenta público masculino em cursos na área de alimentação

Os cursos na área de alimentação, ofertados pela Fundação Wall Ferraz, sempre foram procurados por um grande número de mulheres. Durante todo o ano de 2016, dez homens realizaram qualificação profissional em cursos como Panificação e Confeitaria. Já no primeiro semestre de 2018 os números se mostram mais otimistas: Das quarenta vagas ofertadas, dez foram ocupadas pelo público masculino, que ao longo da formação se mostrou bastante empenhado em aprender e empreender.

“Cada vez mais nós vemos o público masculino se interessando por cursos que, durante muito tempo, foram vistos erroneamente como femininos.  E o nosso objetivo é justamente levar qualificação inclusiva para todos os públicos, independente de gênero ou orientação sexual. A área de alimentação é uma das que mais promove a oportunidade de geração de emprego e renda. Então é uma grande oportunidade para quem busca trabalhar de maneira autônoma, ” destaca a presidente em exercício da Fundação Wall Ferraz, Nilza Melo.

Elson Canuto, aluno do curso de Salgadeiro realizado no bairro Centro de Capacitação do Parque Alvorada, afirma que no princípio estava um pouco envergonhado em saber que sua turma era composta majoritariamente por mulheres: “No começo foi estranho e eu fiquei meio tímido em meio a tantas mulheres, mas durante o curso fui interagindo e me destacando. Eu trabalhava na área de vendas, e essa foi minha primeira experiência com cursos na área de alimentação. Gostei muito do curso, aprendi coisas que eu nunca tinha feito. O que eu mais quero é colocar todos esses conhecimentos em prática. Pretendo fazer outros cursos no ramo alimentício e me destacar ainda mais, ” pontua confiante.

“Em uma turma cheia de mulheres, nós homens buscamos nos destacar e mostrar que a gente também é capaz de aprender de forma igual. Aprendi muito com as mulheres colegas e pude compartilhar experiências e conhecimento. Me identifico bastante na área de gastronomia, agora pretendo abrir uma padaria e distribuidora para fornecer de pães, bolos e doces caseiros. Essa é minha ideia e proposta de negócio, ” afirma Alberto Vinícius, aluno do curso de Panificação, realizado no Centro de Capacitação da Cerâmica Cil de março a junho deste ano.

As aulas foram divididas em dois módulos: aprender a manipular os produtos, operar equipamentos, higiene corporal, utensílios e a parte prática que foi o momento de produção dos alimentos. O curso, que foi iniciado no mês de abril e seguiu até o final de junho, faz parte do Projeto Profissionalizar Teresina, destinado principalmente a jovens e adultos que buscam qualificação formação profissional. O programa também dá oportunidades no mundo do trabalho e através da iniciativa autônoma.

Qualifica Teresina vai abordar a expansão do segmento de Call Center na capital

O setor de Call Center é um dos que mais cresce no país e no mundo atualmente. É hoje a principal porta de entrada e oportunidades de emprego para pessoas com ou sem experiência que pretendem ingressar no mercado de trabalho. Você está preparado para fazer parte desse setor? Quais as qualificações necessárias para se destacar nesta área de atuação? No Qualifica Teresina desta segunda-feira (16) o convidado especial, Gilberto Júnior , vai responder esses e outros questionamentos e ainda vai falar sobre o mercado de trabalho e as oportunidades neste segmento.

Gilberto Júnior é formado em Administração e Turismo, é pós graduando em MBA em liderança e coaching na gestão de pessoas. Também é professor e há mais de 07 anos atua com atendimento ao cliente, vendas e relação humana. É o atual coordenador de eventos da Escola Técnica Estadual de Teatro e instrutor da Fundação Wall Ferraz no curso de Operador de Call Center.

O Qualifica Teresina vai ao ar todas às segundas-feiras dentro do programa Cultura Mix Primeira Edição na Rádio FM Cultura de Teresina, 107,9 MHz, de 9h às 9h30, com transmissão ao vivo pela FanPage da Fundação Wall Ferraz no Facebook.

Capacitação profissional chega a vários bairros da capital

Foto: Renato Bezerra

Levar qualificação profissional ampla e democrática e contribuir para manutenção e inserção dos trabalhadores teresinenses no mercado de trabalho é um dos grandes objetivos da Fundação Wall Ferraz. Somente neste primeiro semestre 21 bairros em todas as zonas da capital foram beneficiados com cursos profissionalizantes que contemplam as áreas de artesanato, alimentação, beleza e estética, gestão e negócios, ambiente e saúde.

Poty Velho, Dirceu I, Cerâmica Cil, Piçarreira e mais 17 bairros receberam cursos de capacitação do Programa Profissionalizar Teresina, que de março a julho de 2018 já abriu mais de 800 vagas para qualificação profissional. Entre os cursos mais procurados pela população estão Operador de microcomputador, Cuidador de idoso, Assistente administrativo e todos na área de artesanato e alimentação.

“O objetivo da Fundação Wall Ferraz é levar formação profissional às diferentes pessoas, comunidades, bairros, inclusive na zona rural de Teresina. Desta forma, tornamos acessíveis novas oportunidades de melhoria de vida através do aprendizado e capacitação profissional, de modo que depois de qualificados os alunos tenham novas perspectivas de inserção no mercado de trabalho”, pontua Nilza Melo, presidente em exercício da Fundação Wall Ferraz.

“Estou muito feliz em participar de um curso da Fundação Wall Ferraz, pois eu já trabalho na área realizando eventos da minha própria família. Após o curso vou poder expandir minha área de atuação”, afirmou Dalva Sousa, aluna do curso de Organizador de Eventos.

Desde sua criação, a Fundação Wall Ferraz oferece de maneira gratuita cursos de capacitação profissional com base nas demandas propostas pelo mercado, contribuindo para melhor inserção profissional dos alunos. A FWF desempenha ainda diversos projetos que contribuem para a inserção no mercado de trabalho, geração de renda e empreendedorismo.

Um desses programas é o Profissionalizar Teresina, que oferta qualificação gratuita através de ações planejadas com base nas demandas do mercado local e vocação das diferentes comunidades. Os cursos são realizados nos Centros de Capacitação e sedes das entidades parceiras e visam consolidar uma política de geração de emprego e renda.

 

Curso de Organizador de Eventos é um dos mais procurados

O ramo de eventos é um dos que mais cresce em Teresina. Independentemente do tamanho, se bem organizado, um evento pode trazer grandes benefícios para quem aposta neste segmento, bem como, retorno financeiro e uma boa reputação no mercado. Segundo dados recentes da Junta Comercial do Estado do Piauí, existem 490 empresas no ramo de organização, produção e promoção de eventos em Teresina.

Diante da exigência cada vez maior por profissionais qualificados, a Fundação Wall Ferraz oferta o curso de Organizador de Eventos, em parceria com a Igreja Adventista do Sétimo Dia do bairro Pirajá, na zona Norte da capital.

O curso, que faz parte do Programa Profissionalizar Teresina, teve 33 alunos inscritos e foi um dos mais procurados no primeiro semestre. Com carga de 70 horas, o curso é divido em dois módulos: formação socioprofissional e formação específica.  Durante as aulas, os alunos irão aprender, em aulas teóricas e práticas, a coordenar, gerenciar, planejar, captar, promover, realizar e prestar serviços especializados para que os eventos aconteçam. O curso foi iniciado no fim de junho e segue até a segunda semana de setembro.

Para a presidente em exercício da Fundação Wall Ferraz, Nilza Melo, a oferta do curso de Organizador de eventos sempre gera uma grande expectativa para quem almeja qualificação nesta área: “Trabalhamos com um público que busca qualificação profissional que oportunize a inserção no mercado de trabalho formal e também o empreendedorismo. Temos um mercado muito promissor que exige profissionais que se destacam pelo seu dinamismo e criatividade”, destacou.

Nesta nova etapa do Programa Profissionalizar Teresina, realizada em parceria com entidades, além do curso de Organizador de Eventos, mais seis cursos estão sendo ofertados em diferentes regiões da cidade. São eles: Operador de microcomputador, corte de cabelo e barbearia, operador de caixa, assistente administrativo, corte e costura em tecido e agente de portaria. Ao todo, foram 220 vagas distribuídas em turmas que contemplam oito bairros de Teresina.

Os cursos de formação inicial e continuada desta etapa do Programa Profissionalizar Teresina que foram iniciados em junho e seguem até outubro, são destinados principalmente a jovens e adultos de baixa renda.

Fundação Wall Ferraz divulga 14º convocação de instrutores

Mais quatro instrutores foram convocados para compor o quadro de profissionais da Fundação Wall Ferraz. O resultado da décima quarta convocação foi divulgado na manhã desta terça-feira, dia 10. Os convocados vão atuar em diversos cursos profissionalizantes, workshops e oficinas de formação inicial e continuada que a instituição promoverá ao longo deste ano nos Centros de Capacitação da cidade e também com as entidades parceiras.

Os candidatos convocados deverão comparecer nos dias 11 e 12 de julho, das 8h às 13h na sede da FWF, para apresentação e entrega dos documentos exigidos para a contratação temporária.  Ao todo, a FWF já convocou este ano mais de cem instrutores que atuam em cursos profissionalizantes nas áreas de gestão, informática, alimentação, ambiente e saúde.

Os instrutores convocados irão atuar ministrando disciplinas nos cursos de Operador de Microcomputador, Assistente Administrativo, Recepcionista e Vendedor.

“Com esta décima quarta convocação de instrutores aprovados nós renovamos mais uma vez o principal objetivo da Fundação Wall Ferraz, que é levar qualificação profissional ao teresinenses por meio de profissionais qualificados e preparados”, pontua Nilza Melo, Presidente em exercício da Fundação Wall Ferraz.

A FWF fica localizada na Praça Marechal Deodoro da Fonseca (Praça da Bandeira), Nº 900, ao lado da Prefeitura de Teresina. Os instrutores convocados que não comparecerem no prazo determinado serão considerados desistentes, sendo automaticamente excluídos do Processo Seletivo Simplificado, convocando-se o candidato imediatamente subsequente.

As inscrições para o Processo Seletivo de Instrutores Nº 001/2018 aconteceram no período de 05 a 09 de fevereiro de 2018 e o resultado final foi divulgado no dia 2 de março, no site da Fundação Wall Ferraz.

Edital de convocação de instrutores

Balcão do Trabalhador realiza primeiro Workshop de Orientação Profissional do mês de julho

A busca pelo tão sonhado emprego passa por várias etapas. O trabalho vai desde a elaboração do currículo até a temida entrevista com os recrutadores.   Em cada uma dessas fases, a qualificação pode fazer toda diferença. O primeiro Workshop de Orientação Profissional de julho foi realizado na manhã desta segunda-feira (09) no auditório da Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos (Sema). Ao todo, 23 jovens e adultos puderam tirar dúvidas em relação a construção de currículos, entrevistas e atitudes proativas que diferenciam os profissionais.

“Com o workshop a gente busca diminuir ou mesmo sanar certas inseguranças dos candidatos que buscam colocação no mercado de trabalho. O ideal é que o candidato seja o mais claro e objetivo possível tanto ao construir o currículo como na hora da entrevista. Nada de mentir, falar de cursos que nunca fez, inventar experiências. Quando você tenta enganar o selecionador dando informações inverídicas, você já está dizendo que é um mentiroso, que não é uma pessoa confiável”, afirmou Átila Araujo, psicólogo do Balcão do Trabalhador.

Liliane Silva, que tem 18 anos e está em busca do primeiro emprego fala da importância de ter momentos como este que oportunizam tirar dúvidas e se qualificar:  “Eu sempre procuro aproveitar essas ocasiões para buscar uma melhor preparação para enfrentar a concorrência. É preciso começar cedo e não perder tempo”, destacou.

O Workshop de Orientação Profissional, realizado a cada 15 dias pela Fundação Wall Ferraz, é gratuito e aberto ao público. O primeiro deste mês aconteceu no auditório da Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos (Sema) de 9h às 11h da manhã. Após o treinamento o participante tem o seu currículo cadastrado no banco de dados do Balcão do Trabalhador. O próximo workshop está previsto para acontecer dia 30 de julho no auditório da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi).

As inscrições para o workshop são realizadas na sede do Balcão do Trabalhador, localizado na Rua Firmino Pires, 379 – Ed. Saraiva Center no Centro de Teresina.

Inscrições para o Programa Profissionalizar Teresina começam hoje (9)

Em parceria com associações e conselhos comunitários, a Fundação Wall Ferraz inicia nesta segunda-feira (09) as inscrições para mais uma oferta de cursos do Programa Profissionalizar Teresina. Ao todo, são 200 vagas distribuídas em turmas, que vão contemplar sete bairros da capital.

A Gerente Pedagógica da FWF, Thayse Aguiar, destaca a importância de atender as demandas da população em diferentes bairros da capital. “Essa nova parceria da Fundação Wall Ferraz com as associações comunitárias vai garantir a oferta de cursos que contemplam diversas áreas de atuação profissional e ainda oportuniza empreendedorismo, iniciativa autônoma. Desta forma, os alunos, após a conclusão do curso, podem buscar inserção no mundo do trabalho, seja através de maneira formal ou por conta própria” explica.

Os cursos contemplam as áreas de informática, gestão e negócios, atendimento e artesanato. São eles: Operador de Microcomputador, Assistente Administrativo, Arte e Decoração com Balões, Recepcionista e Vendedor.

Os cursos de formação inicial e continuada ofertados pela Fundação Wall Ferraz são totalmente gratuitos e garantem capacitação de qualidade aos teresinenses, principalmente jovens e adultos de baixa renda. As aulas terão início em agosto.

O Programa Profissionalizar Teresina é voltado para jovens e adultos em geral, visando formação profissional que garanta a conquista oportunidades no mundo do trabalho, seja através do trabalho formal e/ou de iniciativa autônoma.

Informações sobre cursos disponíveis, locais de realização e inscrição podem ser conferidos no cronograma.

Confira o cronograma completo.

Qualifica Teresina vai falar sobre Mídias Sociais e o Mercado de Trabalho

As redes sociais de quem busca uma vaga no mercado de trabalho podem fazer toda a diferença na hora de um recrutamento. Dados recentes divulgados pela Revista Você S/A apontam que mais de 90% das empresas na atualidade pesquisam o perfil do futuro candidato nas redes sociais, provando que ter um perfil atualizado nos dias de hoje é importante e necessário para quem quer conquistar uma vaga de emprego.

No Qualifica Teresina desta segunda-feira (09), o convidado especial, Diogo Santos, vai discorrer sobre como utilizar as redes sociais ao seu favor, como fazer uma “exposição correta” do seu perfil e destaca os riscos de que profissionais criem uma imagem negativa para as empresas por fazerem publicações inadequadas.

Diogo Santos é formado em Gestão em Marketing e atua há mais de quinze anos na área de Vendas. É Pós-Graduado em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas e Especialista em Gestão de Negócios pela Fanor Wyden. Atualmente é Gerente Regional de Negócios em uma distribuidora de Combustíveis com sede em Recife (PE).

O Qualifica Teresina vai ao ar todas às segundas-feiras dentro do programa Cultura Mix Primeira Edição na Rádio FM Cultura de Teresina, 107,9 MHz de 9h às 9:30 da manhã com transmissão ao vivo pela FanPage da Fundação Wall Ferraz no Facebook.

FWF abre 200 vagas para Programa Profissionalizar Teresina

Em parceria com associações e conselhos comunitários, a Fundação Wall Ferraz inicia nesta segunda-feira (09) as inscrições para mais uma oferta de cursos do Programa Profissionalizar Teresina. Ao todo, são 200 vagas distribuídas em turmas, que vão contemplar sete bairros da capital.

A Gerente Pedagógica da FWF, Thayse Aguiar, destaca a importância de atender as demandas da população em diferentes bairros da capital. “Essa nova parceria da Fundação Wall Ferraz com as associações comunitárias vai garantir a oferta de cursos que contemplam diversas áreas de atuação profissional e ainda oportuniza empreendedorismo, iniciativa autônoma. Desta forma, os alunos, após a conclusão do curso, podem buscar inserção no mundo do trabalho, seja através de maneira formal ou por conta própria” explica.

Os cursos contemplam as áreas de informática, gestão e negócios, atendimento e artesanato. São eles: Operador de Microcomputador, Assistente Administrativo, Arte e Decoração com Balões, Recepcionista e Vendedor.

Os cursos de formação inicial e continuada ofertados pela Fundação Wall Ferraz são totalmente gratuitos e garantem capacitação de qualidade aos teresinenses, principalmente jovens e adultos de baixa renda. As aulas terão início em agosto.

O Programa Profissionalizar Teresina é voltado para jovens e adultos em geral, visando formação profissional que garanta a conquista oportunidades no mundo do trabalho, seja através do trabalho formal e/ou de iniciativa autônoma.

Informações sobre cursos disponíveis, locais de realização e inscrição podem ser conferidos no cronograma.

 

Atendidos da Pestalozzi e Casa Esperança e Vida realizam curso de artesanato

Mais duas entidades parceiras da Fundação Wall Ferraz são beneficiadas com ações do Projeto Profissionalizar para Inserir. O curso de Artesanato em Feltro é voltado para pessoas em tratamento de câncer, deficiências múltiplas e seus familiares. A parceria com essas instituições garante que mais um passo para a inclusão seja dado.

O Projeto Profissionalizar para Inserir tem como principal objetivo qualificar públicos e segmentos em situação de vulnerabilidade e risco social oportunizando capacitação e qualificação profissional voltada para o empreendedorismo e autonomia produtiva.

“O curso de Artesanato em Feltro, que será realizado com as entidades parceiras, vai garantir a qualificação de um público especifico, proporcionando atividades e desenvolvendo a interação e socialização entre os alunos, funcionários e familiares das pessoas atendidas pelas instituições” afirmou a presidente em exercício da FWF, Nilza Melo.

A Casa Esperança e Vida é uma entidade civil que atende um total de 100 crianças, adolescentes, adultos e idosos em tratamento de câncer. A Casa garante assistência psicológica e social aos usuários e seus familiares por meio de atividades de sociabilização, celebrações das datas comemorativas durante todo o ano e oferecendo condições para que os usuários com câncer, que se encontram em tratamento tenham uma melhor qualidade de vida.

Ane Caroline, responsável pela entidade afirma que as expectativas são as melhores possíveis com essa parceria: “Com esse curso vai ser possibilitado aos funcionários, usuários e seus familiares a aprendizagem de uma nova habilidade que deve garantir o desenvolvimento pessoal e futuramente uma nova forma de garantia de renda. Ao final, esperamos também que a comercialização dos produtos fruto do curso de Artesanato e Feltro possam custear algumas necessidades da Casa.”

A Associação Pestalozzi é uma instituição filantrópica, sem fins lucrativos, que presta serviços e realiza atividades que desenvolvem a questão educacional e viabilizando políticas de proteção social para pessoas com Síndrome de Down e múltiplas deficiências e também para seus familiares.

O artesanato em feltro é uma atividade com mateiras de TNT para produção de peças variadas como quadros para quartos de bebê, guirlandas, chaveiros, flores de feltro, arranjos de flores, almofadas, tapetes além muita criatividade. É uma técnica pratica de processo em que os fios são prensados e formam uma trama compacta e resistente. Trata-se de um tecido simples, versátil e barato.

Além da Casa Esperança e Vida e Pestalozzi, o Profissionalizar para Inserir também vai levar qualificação profissional para mulheres em situação de vulnerabilidades social e violência doméstica, pessoas com deficiência, em situação de rua, dependentes químicos e jovens que cumprem medias socioeducativas.